Páginas

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Porque eu sou trouxa:

Mais um daqueles dias em que eu quero ouvir Björk, deitar em posição fetal e chorar até desidratar.

Eu queria fazer um post mais elaborado, mas eu estou com preguiça, então não vai rolar.

Festa de aniversário de uma amiga sexta: (já tinha comido muito açaí antes da festa) muita bolinha de queijo, 5 copos de askov (é uma vodka com sabor), doce, ressaca no dia seguinte + 1 foto minha jogada no tapete da menina, dormindo.

Festa de aniversário de outra amiga sábado: mais bolinha de queijo, mais askov, muito doce, um dedo queimado por brigadeiro (sim, o brigadeiro fervendo espirrou no meu dedo). Pelo menos não teve ressaca no dia seguinte, mas eu dormi e as meninas zoaram minha cara com pasta de dente e tiraram mais fotos vergonhosas pro arsenal.

Aniversário da minha irmã domingo: comida, comida, comida, chocolate, chocolate, brigadeiro, come mais mais mais mais.

Nem preciso falar que essas aventuras me renderam quilos a mais, 1,5 kg pra ser mais precisa.

Prova de violino ontem: tremedeira e choro no meio da prova; todo mundo olhando pra mim com cara de dó; esqueci meu celular (e meu afinador e minha blusa) na escola de música, hora que percebi já estava no ônibus, desci e voltei correndo a pé; achei, menos mal; chorei do mesmo jeito.

Recebi minha prova de física hoje (não sei se comentei, mas tinha uma questão na parte de trás e eu não vi porque sou uma retardada, acertei as outras, mas foda-se, perdi uma questão), rasguei a prova. Adoro rasgar provas.

Um passarinho cagou em mim hoje. É um sinal divino falando pra eu desistir de viver que tudo vai sempre dar errado mesmo hahaha.

Eu sempre leio as coisas que vocês postam, mas às vezes não consigo pensar em nada sobre o assunto ou formar alguma coisa pra comentar, então prefiro não comentar a comentar qualquer coisa simplesmente por comentar, pois não acho que vá ajudar ou fazer grande diferença pra vocês.

A escatológica da Odile O. foi uma das coisas mais tristes que li esses dias, não apenas pela situação, mas porque ela era tão novinha na época e tenho certeza que não percebeu a gravidade do que estava acontecendo e, mesmo hoje, ela e nós sabemos que não deveríamos fazer algumas coisas, mas e daí? Quem se importa? Nada vale de nada, nunca, sempre inúteis, sempre insuficientes, fracassadas.

Enfim, vou terminar por aqui porque minha mãe está de licença médica (ela é professora e professor é tudo fodido mesmo) e preciso me entocar no quarto (ela se recusa a coloca wi-fi em casa, só tem um ponto de internet em casa, na sala) pra não brigar com ela e acabar ficando de castigo.

Bjinhos <3

(Quando chegar a 48,5 kg, eu posto algo de novo)



4 comentários:

  1. Nossa uma festa atrás da outra. Era bem assim antigamente, muita festa, muita bebida e no dia seguinte. um monte de merda que eu tinha feito. '-'
    Cara tuas metas são lindas sério. Eu gostaria de dizer que não, mas são lindas e eu tipo tenho uma tara pelo 45, e vi que você quer 46. Omg, eu não devia dizer que sua meta é linda né. Vixx, desculpa a confusão mas hoje estou um c*. Em todos os sentidos. Interessante que você faz aula de música, deve ser inspirador. Eu sempre quis aprender a tocar algum instrumento. Mas não tive a oportunidade por enquanto...

    hehe suas amigas devem ser engraçadas...

    Abraços da Lua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiquei meio quando vi as fotos, mas fazer o que? Quem manda não conseguir ficar acordada? Às vezes eu queria conseguir beber bem mais do que eu bebo antes de ficar bêbada, mas aí percebo que ia ter que gastar mais dinheiro hahaha.

      Eu também tenho uma tara pelo 45 kg, inclusive já foi minha meta, e já cheguei a pesar 45 kg com a Ana. Por enquanto minha meta é 46 kg, mas quando eu chegar lá provavelmente vou abaixar essa meta.

      Sobre a aula de música, eu não queria ver assim, mas vejo como mais uma responsabilidade que eu não consigo cumprir nem lidar com, e se torna mais um estorvo pra mim.

      Um beijo <3

      Excluir
  2. É muito interessante e contrastante a leveza do corpo e o peso(emocional) imenso que cada evento desses tem para você.
    -Descontrole alimentar em eventos sociais? Não sei aconselhar esse porque eu tenho o mesmo problema u.u
    -Fotos vergonhosas, quem nunca? hahaha. Eu dava um "hehe" e nem olhava direito pra não sofrer com meus piores ângulos( se nem nos melhores fico bem.. )
    Um dia voce pega o celular delas discretamente e devolve só depois de apagar. E claro, sempre fingindo que isso nao é nenhuma big deal, senao serve de estimulante pra pentelhice alheia.
    -prova de violino: o que voce toca já é suficiente pra impressionar qualquer conhecido seu. fora o fato de voce contar que faz violino, pronto, já é o maximo. acontecia isso quando eu falava do meu ballet. na realidade eu era um cocozinho perto de uma bailarina profissional, mas as pessoas achavam muito legal anyway.
    -prova de fisica: também ja aconteceu comigo e com meio mundo, serviu pra ficar esperta e nao dar mole quando a prova for algo mais importante(vestibular ou sei la). Agora faz o exercicio que voce nao fez, soma com as outras, e estipula sua nota real. mas na boa, aproveitamento 100% da pagina da frente é um bom indicativo, sem estresse.
    -coco de passarinho - ok isso atrapalha os planos porque faz voltar pra casa tomar banho e lavar a cabeça e o compromisso q vc tinha ferrou-se. (se for na roupa é mais ok, só limpar em algum banheiro ou trocar de roupa)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No geral, as festas de aniversário foram muito legais, apesar dos apesares e quilos a mais. Mas nem adianta mais apagar as fotos que com o whatsapp já tá no celular de todo mundo da minha sala, então, só me resta aceitar e ignorar hahahaha, nem zoaram muito.

      Sobre o violino, às vezes eu gosto, às vezes eu sinto como algo a mais pra eu fracassa em, de qualquer forma, quando eu falo que toco, todo mundo acha legal e tal, mas eu queria provar que toco, sabe? Porque falar, qualquer um pode. Eu já fiz ballet, mas fiz quando era criança, parei com 8 anos porque estava sentindo dor, devia ser de crescimento, mas eu e minha família achamos que era do ballet e eu parei.

      O cocô de passarinho foi só na camiseta e um pouco no meu cabelo, meu namorado tava comigo (ele estava praticamente encostado em mim e a bosta só foi em mim), de imediato ele pediu uns guardanapos em um lugar enquanto eu me lamentava e me ajudou a limpar, depois a gente foi em um lugar e eu pude dar uma lavada, mas não ia demorar muito pra eu ir embora.

      Bjos, Alie <3

      Excluir