Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Porque eu sou trouxa:

Mais um daqueles dias em que eu quero ouvir Björk, deitar em posição fetal e chorar até desidratar.

Eu queria fazer um post mais elaborado, mas eu estou com preguiça, então não vai rolar.

Festa de aniversário de uma amiga sexta: (já tinha comido muito açaí antes da festa) muita bolinha de queijo, 5 copos de askov (é uma vodka com sabor), doce, ressaca no dia seguinte + 1 foto minha jogada no tapete da menina, dormindo.

Festa de aniversário de outra amiga sábado: mais bolinha de queijo, mais askov, muito doce, um dedo queimado por brigadeiro (sim, o brigadeiro fervendo espirrou no meu dedo). Pelo menos não teve ressaca no dia seguinte, mas eu dormi e as meninas zoaram minha cara com pasta de dente e tiraram mais fotos vergonhosas pro arsenal.

Aniversário da minha irmã domingo: comida, comida, comida, chocolate, chocolate, brigadeiro, come mais mais mais mais.

Nem preciso falar que essas aventuras me renderam quilos a mais, 1,5 kg pra ser mais precisa.

Prova de violino ontem: tremedeira…

Monóxido de carbono

Imagem
Tenho pensado muito em monóxido de carbono e como ele pode se agregar às hemoglobinas. Imaginem isso acontecendo comigo. Adoro a ideia de uma morte indolor. Meu maior sonho é morrer dormindo.

Na verdade, não acho que esse seja meu maior sonho, mas considerando que o que eu queria mesmo era ser magra, alta, bonita, não ter estrias, nem celulites, nem acne, nem pelos aparentes e ser bem sucedida e realizada profissionalmente, uma morte rápida e indolor parece uma opção mais viável e menos frustrante de sonho.

Tenho adorado andar com o volume dos fones de ouvido no máximo e sem olhar para os lados, tem sido um novo hobbie.

Voltei a me cortar, meu objetivo é chegar cada vez mais fundo, atingir uma veia qualquer dia desses - eu nunca consegui fazer isso, é outro motivo de frustração.

Esse tempo, esse maldito clima só pode ter sido criado pelo diabo pra me ver sofrer mais ainda, nesses dias, eu literalmente tenho tido vontade de me jogar no chão e bater a cabeça em tudo de tanto calor, e ai…

Um hobbie:

Imagem
Ficar vendo foto de gente bonita pra me sentir ainda pior <3

Recomendo o Sobrelas ou o SuicideGirls (tem nudez), ambos, na maioria das vezes, só têm mina magra, branca, com aquele estilo alternativo que eu queria ter, mas não tenho dinheiro nem corpo para tal.

Na moral, é injusto existir gente assim:


48,8 kg

Imagem
Esse foi o número que apareceram na balança hoje. Fiquei satisfeita com isso, considerando que não me regrei nenhum pouco, comi sorvete, chocolate, fritura, tomei refrigerante. Mas pulei refeições.
2 semanas sem comer carne.
Eu quase briguei com o meu namorado sábado, eu estava mal e eu sempre jogo as coisas em cima dele quando fico assim, não como se ele tivesse culpa, mas converso sobre coisas desagradáveis com ele, vestibular, suicídio. Cheguei a pedir pra ele se afastar de mim porque eu ia acabar me matando em algum momento e não queria que ele estivesse perto quando eu fizesse isso. Pensei em me entupir de remédio, colocar uma sacola na cabeça e ir dormir. Só coloquei a sacola na cabeça mesmo e tentei dormir. Não fiquei nem 8 minutos com ela. Como vocês percebem, eu não quero me matar, não e verdade, não me esforço pra isso, eu tenho muito medo. Comprei umas lâminas domingo, não usei ainda. Estou tentando me policiar quanto a isso. Eu vou aprender a fingir que estou feliz, pelo m…

PIRANDO

Ois.

Desculpa o longo período que me ausentei. Eu sempre faço isso e sempre peço desculpas, mas essa sou eu. Sempre sendo trouxa e fazendo merda.

Os vestibulares estão cada vez mais próximos e eu quero me matar todos os dias porque as notas de corte são altíssimas e eu tenho que passar esse ano porque não vou ter dinheiro pra pagar cursinho, mas EU NÃO SEI O QUE QUERO FAZER DA VIDA. Tudo parece tão chato e insuportável. Eu só consigo pensar em maneiras menos doloridas e rápidas de se matar (sim, eu sou covarde).

Há uns dias atrás, fui pesquisar fotos de pessoas que se suicidaram, pra ver como eu ficaria (sim, eu me preocupo em como vou parecer mesmo depois de morta), e eu não sabia o que sentir em relação ao que eu estava vendo. As pessoas que se jogaram de grandes alturas me chocaram demais, eu não sou sensível a ponto de passar mal com a imagem, ou sei lá, na verdade, eu amo imagens fortes, principalmente as reais, mas não sabia se sentia inveja ou dó daquelas pessoas, eu fiquei pen…