Páginas

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

99% inútil escrota, mas aquele 1% também

Aproveitando-me de um dos memes do Safadão pra dar título ao meu post, porque tem sido umas das coisas que tem feito minha vida fazer sentido ultimamente. Sim, acabei de falar que minha vida tem tido sentido por causa dos memes do Wesley Safadão.

Enfim, se me lembro bem, a última vez que postei algo aqui foi dia 25 de novembro e estava esperando o resultado do concurso de bolsas da Facens. Bom, consegui os 75%  (que era o máximo oferecido) de bolsa pra engenharia de produção, fiquei com uma nota tão alta que até eu me assustei. Como a Unicamp modificou o gabarito de uma questão, eu acertei 69, não 68 como havia dito. Aliás, saiu a relação de convocados pra segunda fase, eu passei pra segunda fase, mas isso não quer dizer nada. Inclusive, eu não sei o que é pior, não passar pra segunda fase ou passar, e depois não passar em curso algum, porque você perde um puta tempo da sua vida pra nada.

Eu fui no ginecologista dia 26 de novembro pela primeira vez. Descobri que tinha um nódulo (que, aliás, é meio grandinho, não sei como não tinha visto antes) no seio esquerdo e fiz papanicolau (que negócio horrível).

Enfim, dia 29 de novembro foi minha tão querida Fuvest (quase que eu não consigo entrar, fiz a prova inteira com vontade de fazer xixi porque fiquei com medo de sair e não dar tempo de fazer a prova, fui a antepenúltima a sair da sala, fiquei tão atordoada que perdi meu RG, a semana que se seguiu foi bem emocionante, porque eu tinha vestibular no dia 6), acertei 61, porém, como uma questão foi anulada, se eu não fiz nada errado no gabarito, minha nota foi pra 62. E a nota de corte (saiu na segunda-feira)?? 60. Aeeee, passei raspando. Agora aquele bando de macho asiático vai chutar meu cu na segunda fase porque o terceiro dia de prova é por carreira e, como eu escolhi engenharia na POLI, vai ter apenas matemática, física e química, que são matérias que eu gosto, acho interessantíssimas, mas não me dou bem o suficiente pra acertar uma questão inteira numa prova como essa.

Dia 4, eu percebi que tinha perdido meu RG, e eu tinha ultrassom de mama e ultrassom transvaginal (detalhe que eu menstruei nesse dia, como se já não bastasse fazer um exame zoado, ainda fiz menstruada). A moça mediu o tamanho (que eu não lembro agora) do nódulo do meu seio, disse que era benigno e agora eu tenho que voltar no médico pra ele resolver o que fazer em seguida. Levei uma identidade falsa pra fazer o exame, nem perceberam. Mas pros vestibulares tive que fazer um BO e tirar foto 3x4, Essa brincadeira de perder o RG me custou 70 conto, muito bom, viu? Recomendo.

Dia 5 desse mês fiz a prova de bolsa do cursinho da minha escola, consegui 100% porque fui quem acertou mais. Hoje eu fui lá com a minha mãe pra assegurar minha vaguinha, porque é sempre bom, né.

Dia 6 tive vestibular da Facens, que já saiu o resultado, eu passei, porém estou encucada com uma coisa, eu mudei o curso, esperando que a bolsa fosse mudar também, afinal eles me davam 5 opções e é uma faculdade particular, não esperava grande burocracia, porém, a bolsa não muda, então, consegui bolsa em Engenharia de Produção, mas passei em Engenharia Química. Agora preciso resolver isso lá. Tive vestibular da Fatec no mesmo dia, o resultado sai só em janeiro, mas eu com certeza passei porque todo mundo passa lá.

Fui ver meu cachorrinho no sábado, foi meio que uma surpresa que a minha mãe fez pra mim e pra minha irmã, ele parecia bem. A moça que está cuidando dele, disse que ele quase morreu há uns dias atrás. A gente perguntou porque ela não ligou, disse que formatou o celular dela e perdeu todos os números, deixei meu número com ela, pra ela ligar quando acontecer algo assim. Fiquei muito preocupada com ele, eu tinha planos de pegá-lo quando eu fosse morar sozinha, mas ele tem 8 anos já, e não faço a mínima ideia de quando vou conseguir ter algo de verdade na minha vida. Queria muito cuidar dele, logo ele vai ficar velhinho e precisar de mais cuidados. Mas não sei até que ponto seria bom pra ele também, porque lá onde ele está tem um espaço enorme pra ele correr e brincar, e outros cachorros, e em casa, tem um quintal que não é lá essas coisas, e seria apenas ele, porque a Hannah fugiu e eu nunca mais soube dela. Torço pra que alguém a tenha encontrado e cuidado dela, assim como a gente fez em casa, porque ela é tão linda e tão dócil, é impossível não amar.

Fui numa festinha, no domingo, de uma amiga do meu namorado. Eu era a pessoa mais nova lá. O pessoal todo já vai pro segundo ou terceiro ano de faculdade ano que vem, todos cursando uma pública, medicina, arquitetura, etc. Me senti deslocada. Enchi o bucho de comida. Antes da comilança, eu havia me pesado, 47 kg, comendo um pouco menos, logo eu chego nos 46 <3.

Gente, mudando de assunto, esses dias percebi que eu nunca mais, nunca mais mesmo, quero comer carne na minha vida. Só isso mesmo.

Ah, ri horrores com a carta do Michel Temer à Dilma.

Hoje é dia 17 de dezembro e eu ainda estou indo pro cursinho, o detalhe é que o pessoal que é do cursinho mesmo desistiu, só está indo eu e mais duas pessoas da minha sala pra revisão pra segunda fase (eles ofereceram aulas de revisão pra quem estava no terceiro ano do ensino médio do colégio parceiro, e no caso, eu estou no terceiro, caso alguém fique confuso com essa história). Estou encantada com esse doodle do Beethoven <3.

Me pesei ontem: 47,1 kg. Mas como comi muito de ontem pra hoje, só vou me pesar segunda-feira pra não ficar tão triste.

Só pra avisar, agora tenho wi-fi FINALMENTE, então logo que passar essa loucura, entro nos blogs pra me inteirar da vida de vocês, sinto muita falta desse espaço, mesmo participando de grupos feministas ou sobre depressão no facebook, há amigas e conhecidas minhas lá, e não me sinto completamente à vontade pra expôr tudo assim, na verdade nunca expus nada, tenho medo que as pessoas me enxerguem diferente, quer dizer, mais diferente ainda, porque estranha eu já sou; prefiro o anonimato.

Amanhã vai ser uma loucura: cursinho de manhã, matrícula na faculdade a tarde (eu vou ter que ir de ônibus com a minha mãe - ela tirou carta em fevereiro desse ano, mas ainda se sente insegura no volante), e a noite, formatura do meu namorado - eu comprei um sapato de salto e aposto que não aguento 5 horas em cima dele. Aliás, preciso fazer minha unha ainda hoje.

Sábado tem concerto de natal no shopping da minha cidade e star wars depois.

E domingo, tem Orquestra na Rua em São Paulo - ou eu vou ficar bêbada na casa de outra amiga mais velha do meu namorado, que ele não conhece pessoalmente, só se falam pela internet. Essas amizades às vezes me deixam insegura, mas tudo me deixa insegura, fora que a maioria das amigas dele são comprometidas, e ele já terminou comigo uma vez, acho que eu encararia melhor uma segunda vez. Mas sei lá, eu sinto que ele gosta de mim, talvez ele não goste e eu sou muito iludida, de qualquer forma... sei lá.

Bom, como minha vida na internet tem se resumido a vídeos de bichinhos, memes do Safadão e gifs do Jão Travolta, fiquem com esse, que expressa minha atual situação financeira.


* Beijinhos de luz *

(Desconsiderem os erros de português, eu sou/estou lesada - eu sei que é "para", não "pra", mas não consigo escrever sem essa marca de oralidade aqui)






quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Chatices

Desculpem o sumiço. Esse meu último mês tem se resumido a fazer vestibular e vegetar. Tem dia que não entro nem nas redes sociais, entrar aqui é ainda mais difícil porque tem que ser em momentos em que eu esteja sozinha.

Meu último post foi sobre o hello darkness, my old ENEM, disse que tinha acertado 131, talvez 136 por causa das divergências com os gabaritos não oficiais. Corrigi com o oficial, acertei 133. A não ser que eu tire 920 ou mais da redação (ou que os meus concorrentes tenham ido muito pior que eu), as chances de eu ficar na lista de espera pra ser chamada na última chamada são inexistentes. Já me conformei.

Dia 8 de outubro fiz a prova de um concurso de bolsas da FACENS (Faculdade de Engenharia de Sorocaba), eram 50 questões + 1 redação, acertei 44 das 50 questões, a redação foi sobre obesidade how convenient, mas mesmo sendo um assunto com o qual me identifico, caguei em tudo e a redação ficou uma bosta. As bolsas concedidas são de 25%, ou de 50% ou de 75%. Precisava conseguir mais de 50% porque o preço é meio salgado (mensalidade inteira - R$1200,00/mês). Os resultados saem hoje.

Não prestei Vunesp porque eu não me decidia quanto a prestar ou não, e por fim fui deixando passar, chegou perto do fim das inscrições e eu decidi que não ia gastar 155 reais.

Domingo passado foi o vestibular da Unicamp, eu queria mesmo é colocar engenharia de produção de primeira opção, mas como a nota de corte ano passado foi 69, fiquei com medo de não passar pra segunda fase e acabei colocando engenharia da computação, cuja nota de corte foi 66 ano passado. O gabarito oficial saiu ontem, acertei 68. Talvez role uma segunda fase, tenho que esperar até o mês que vem pra saber. Minha 2ª opção é matemática aplicada, podem me dar um tiro na cara

No próximo domingo vou encontrar minha tão querida FUVEST, o pesadelo da maioria dos estudantes menos daqueles anormais que gabaritam aquela prova não sei como. Coloquei engenharia da POLI, a nota de corte nos anos anteriores foi entre 60 e 63, ou seja, me baseando nesses dados, precisaria acertar uns 65 pra ficar de boa e passar para a segunda fase. Eu vou acertar isso? Mas é lógico que não.

Estou fazendo um curso profissionalizante de AutoCAD. Me ligaram de um lugar, o qual eu nunca tinha ouvido falar, pra fazer uma prova. Fui lá bem sem fé, fiz só porque era uma quarta-feira e não tinha nada pra fazer mesmo. A prova tinha 20 questões, acima de 18 você ganhava um curso com 100% de bolsa, acertei exatamente 18 questões, que cagada, não? Estou quase acreditando em alguma entidade divina se eu passar na UFSCar ou na USP, juro que procuro uma religião para agradecer pelas coisas boas da vida.

Agora que eu já falei sobre um monte de coisa inútil da minha vida que não interessa nenhum(a) de vocês, vamos falar de mais coisa inútil da minha vida, porque eu adoro ficar longe e depois escrever textos quilométricos que ninguém vai querer ler, ainda mais porque todo mundo deve estar puto comigo, porque eu não comento em vossos blogs, e peço desculpas. Sempre que eu entro, eu vejo as últimas postagens de todo mundo, e alguns blogs com os quais me identifico mais, leio tudo até o último post que eu havia visto, mas às vezes não comento. Eu fico com medo, pois não sei o que dizer em certos casos e não quero soar repetitiva.

Meu peso: Não sei ao certo, da última vez que me pesei estava com 48 kg, e antes disso estava mantendo entre 47,8 e 48,8 kg, nunca menos ou mais, o que não é bom, mas poderia ser pior, considerando minha alimentação. Não sei quanto de calorias estou ingerindo, simplesmente não tenho mais saco pra contar calorias há um tempo já. Pretendo recomeçar ano que vem, ou pelo menos ter um controle do que eu como, quantidade de frutas, verduras, litros de água, etc . Esse ano eu já desisti de tudo.

Nossa, acabei de perceber que amanhã faz 3 meses que eu não como carne <3

As estrias e a acne realmente gostam da minha pele, a cada dia aparecem mais, me sinto muito amada. É estranho ter a pele tão oleosa no rosto e tão seca na bunda e nas coxas.

Enfim, beijinhos de luz <3 Não vou falar quando vou postar de novo ou entrar nos blogs de vocês, porque simplesmente não sei. Desejo a vocês muita força pra resistir as tentações, finais de ano são cheios de confraternizações, amigos chocolate, e muita comida, porque ninguém consegue socializar sem encher o c* de gordura e açúcar.


























A foto é do sobrelas.com, sempre que posso, entro lá pra olhar tudo aquilo que eu nunca vou ser, nem com muito dinheiro, só nascendo de novo ou fazendo pacto com o satã <3

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

131

(talvez 136, por causa das divergências entre os gabaritos extraoficiais), esse foi o total de acertos que fiz no Enem 2015. E vocês sabem o que isso quer dizer?

Adeus, UFSCar. Olá, cursinho.

131 nem parece um número tão ruim (mais de 72,7% da prova, poxa), mas considerando que meus concorrentes provavelmente acertaram 150 ou mais, que eu fui bem mal na redação, que a nota de corte de Engenharia de Produção é cerca de 770, e que eu precisava ficar com 750 apenas para pensar (percebam que eu escrevi "pensar") em ficar com uma boa colocação na lista de espera, é um número bem ruim.

Primeiro dia:
CH: 37 acertos (talvez 38) - mas errei 2 fáceis e o maldito TRI vai me foder.
CN: 27 acertos (talvez 28) - Eu sou uma maldita, consegui fazer várias que o pessoal considerou difícil, eu sabia as fórmulas, fiz a conta e deu certo, mas errei 2 fáceis também, e o que isso quer dizer? Que eu chutei as difíceis, lógico, e, portanto, elas devem valer menos.

Segundo dia:
(foi mais equilibrado na relação de acertos e a dificuldade das questões)
L: 34 acertos (talvez 37) - fiz em uma hora e meia por causa do tempo que perdi com matemática e redação, não consegui ler os textos com máxima atenção.
M: 33 acertos - podia ter acertado mais duas de dificuldade média que errei por besteira e falta de atenção.
Redação: resumir o que eu poderia escrever por dias em 29 linhas (eu quis colocar título) não foi fácil. No fim das contas, ficou tudo meio superficial e parecia que eu tinha jogado informações desconectadas com conectivos pra parecer que eu sabia o que estava fazendo. Esqueci de uma vírgula (talvez duas), mas não acho que o entendimento da oração ficou prejudicado.

Estou realmente triste com o meu resultado. O Enem era minha esperança de conseguir entrar em uma universidade pública porque sei que não vou passar na USP ou na Unicamp, mas enfim, acontece, sei que não serei a primeira nem a última pessoa a ficar decepcionada por isso, porém, é inerente ao processo.

Só queria compartilhar minha desgraça com mais alguém porque meu namorado não deve mais estar me aguentando falar que queria estar morta, coitado. Minha mãe diz que ele já tem um lugar reservado no céu por me aguentar. Nem acredito em Deus, mas olha, algo bom realmente deve esperar por ele hahaha.

Estou tomando fluoxetina. Comecei dia 12, tomando uma cápsula por dia. Então, dia 22 fui na psiquiatra e ela dobrou minha dose, comecei a tomar duas cápsulas hoje (uma delas abriu na minha boca, que negócio horrível).

Enfim, me desculpem a ausência, tenho mantido meu peso entre 48,5 e 49,5 kg, mas me enchi de chocolate entre sábado e hoje, então não sei. Pretendo me pesar amanhã.

Bjinhos <3

sábado, 10 de outubro de 2015

Fluoxetina

Alguém aqui já tomou ou conhece alguém que já tomou cloridato de fluoxetina?

Minha psiquiatra me receitou, mas antes de começar a tomar, eu quero saber se tem um risco muito grande de afetar meu desempenho (que já não é muito bom) nos vestibulares.

Bjos

(Não vou responder nem comentar nada porque estou pelo celular e é horrível fazer as coisas por aqui)


quarta-feira, 7 de outubro de 2015

nada demais

Estou desanimada pra tudo, até pra postar aqui.

Quero matar as pessoas, especialmente a minha irmã, como eu odeio aquela menininha às vezes. Na verdade, matar é um pouco demais, só queria que ela ficasse desacordada ou aprendesse a ficar longe de mim.

Bom, vou fazer aquele resuminho maroto para facilitar as coisas pra mim:

Dia 2: Fui no ensaio da banda do meu namorado. Eles iam pedir lanche e eu não como carne. Me aproveitei da situação pra falar pra ele não se incomodar e pedir só um suco pra mim. Ele insistiu que eu ia comer sim, que a lanchonete ia ter que arranjar algo sem carne ou ele e as outras pessoas que estavam lá pediam em outro lugar. Me enviaram um negócio chamado Quaresma hahaha, que consistia em um monte de queijo prato, alface, milho e tomate. Comi metade.

Dia 3: Tive simulado do Enem, eu sou uma jeca mesmo, já estou me preparando psicologicamente pra fazer Fatec e não uma faculdade super renomada porque eu não vou passar em Engenharia na UFSCar, mas nem fodendo. Acertei 64 de 90, ou seja, bem menos do que eu deveria e preciso. Fui no aniversário de um amigo do meu namorado. Os amigos dele estavam responsáveis pela comida, fizeram hamburgueres com muito molho e queijo cheddar, e se importaram com as pessoas que não comem carne (eu e mais duas meninas), fizeram strogonoff de carne de soja pra gente.

Dia 4: Simulado do segundo dia do Enem, minha redação ficou bem ruim, tipo, bem ruim. Falta menos de 3 semanas pra prova e eu ainda não sei administrar o tempo. Conclusão: chutei 18 questões sem nem ler. Acertei 61, ao todo, e já posso ver todas as universidades me dando tchau, enquanto eu choro.

De resto, foi eu procrastinando, comendo e cagando em tudo como sempre. 

Peso ontem: 48,5 kg (por isso postei hoje, eu tinha dito no post anterior que só postaria se chegasse a 48,5) - engordei 100g de ontem pra hoje, mas resolvi postar mesmo assim, senão ia ficar muita coisa e eu ia esquecer tudo.

Tirei minhas medidas hoje (tirei foto também, mas só vou postar alguma coisa quando meus ossos estiverem mais aparentes):

Cintura: 60 cm
Coxa (na parte mais grossa): 47 cm
Quadril: 88 cm
Panturrilha: 35,5 cm
Pulso: 14 cm
Braço: 21,5 cm
Busto:84 cm

Saiu o line up do Lollapalooza e o Tame Impala realmente vai vir, ou seja, tenho mais um motivo pra querer passar no vestibular e fazer uma faculdade, se eu não conseguir meia entrada, não consigo ir :C.

É só isso mesmo, mal vejo a hora de chegar logo nos 46 kg <3

Bjoes, até mais <3




terça-feira, 29 de setembro de 2015

Porque eu sou trouxa:

Mais um daqueles dias em que eu quero ouvir Björk, deitar em posição fetal e chorar até desidratar.

Eu queria fazer um post mais elaborado, mas eu estou com preguiça, então não vai rolar.

Festa de aniversário de uma amiga sexta: (já tinha comido muito açaí antes da festa) muita bolinha de queijo, 5 copos de askov (é uma vodka com sabor), doce, ressaca no dia seguinte + 1 foto minha jogada no tapete da menina, dormindo.

Festa de aniversário de outra amiga sábado: mais bolinha de queijo, mais askov, muito doce, um dedo queimado por brigadeiro (sim, o brigadeiro fervendo espirrou no meu dedo). Pelo menos não teve ressaca no dia seguinte, mas eu dormi e as meninas zoaram minha cara com pasta de dente e tiraram mais fotos vergonhosas pro arsenal.

Aniversário da minha irmã domingo: comida, comida, comida, chocolate, chocolate, brigadeiro, come mais mais mais mais.

Nem preciso falar que essas aventuras me renderam quilos a mais, 1,5 kg pra ser mais precisa.

Prova de violino ontem: tremedeira e choro no meio da prova; todo mundo olhando pra mim com cara de dó; esqueci meu celular (e meu afinador e minha blusa) na escola de música, hora que percebi já estava no ônibus, desci e voltei correndo a pé; achei, menos mal; chorei do mesmo jeito.

Recebi minha prova de física hoje (não sei se comentei, mas tinha uma questão na parte de trás e eu não vi porque sou uma retardada, acertei as outras, mas foda-se, perdi uma questão), rasguei a prova. Adoro rasgar provas.

Um passarinho cagou em mim hoje. É um sinal divino falando pra eu desistir de viver que tudo vai sempre dar errado mesmo hahaha.

Eu sempre leio as coisas que vocês postam, mas às vezes não consigo pensar em nada sobre o assunto ou formar alguma coisa pra comentar, então prefiro não comentar a comentar qualquer coisa simplesmente por comentar, pois não acho que vá ajudar ou fazer grande diferença pra vocês.

A escatológica da Odile O. foi uma das coisas mais tristes que li esses dias, não apenas pela situação, mas porque ela era tão novinha na época e tenho certeza que não percebeu a gravidade do que estava acontecendo e, mesmo hoje, ela e nós sabemos que não deveríamos fazer algumas coisas, mas e daí? Quem se importa? Nada vale de nada, nunca, sempre inúteis, sempre insuficientes, fracassadas.

Enfim, vou terminar por aqui porque minha mãe está de licença médica (ela é professora e professor é tudo fodido mesmo) e preciso me entocar no quarto (ela se recusa a coloca wi-fi em casa, só tem um ponto de internet em casa, na sala) pra não brigar com ela e acabar ficando de castigo.

Bjinhos <3

(Quando chegar a 48,5 kg, eu posto algo de novo)



terça-feira, 22 de setembro de 2015

Monóxido de carbono

Tenho pensado muito em monóxido de carbono e como ele pode se agregar às hemoglobinas. Imaginem isso acontecendo comigo. Adoro a ideia de uma morte indolor. Meu maior sonho é morrer dormindo.

Na verdade, não acho que esse seja meu maior sonho, mas considerando que o que eu queria mesmo era ser magra, alta, bonita, não ter estrias, nem celulites, nem acne, nem pelos aparentes e ser bem sucedida e realizada profissionalmente, uma morte rápida e indolor parece uma opção mais viável e menos frustrante de sonho.

Tenho adorado andar com o volume dos fones de ouvido no máximo e sem olhar para os lados, tem sido um novo hobbie.

Voltei a me cortar, meu objetivo é chegar cada vez mais fundo, atingir uma veia qualquer dia desses - eu nunca consegui fazer isso, é outro motivo de frustração.

Esse tempo, esse maldito clima só pode ter sido criado pelo diabo pra me ver sofrer mais ainda, nesses dias, eu literalmente tenho tido vontade de me jogar no chão e bater a cabeça em tudo de tanto calor, e ainda vou ter que fazer vestibular numa tarde quente como estas - como se fazer vestibular já não fosse ruim o suficiente.

Eu não sei o que fazer. Isso é tão frustrante. Eu quero passar esse ano pra não perder mais um ano da minha vida estudando pra essa bosta; mas passar em que? O que eu quero fazer? Eu odeio tudo, literalmente tudo, não sei fazer nada. Tremo só de pensar em qualquer tipo de licenciatura, não sei desenhar, não sou boa com física, biologia, inglês, não sou boa com nada - só em reclamar.

Eu não consigo não reclamar, não ficar triste, não chorar, eu estou tão desesperada, eu não consigo pensar em nada bom, nada, nunca e deixo as pessoas ao meu redor mal.

Não sei se vou prestar Vunesp, eu queria prestar só pra não ser tão feio ano que vem na reunião dos bixos, quero ter algo pra escrever na testa. Ano passado eu fiz treineiro, mas pela minha nota, teria passado em alguns cursos. Porém, gastar 155 reais com algo que eu nem vou fazer... não sei, acho que não.

Gente, me ajuda, o que eu devo colocar no Enem? Falem cursos aleatórios (exceto licenciaturas e medicina). Obrigada.

(Na Fuvest, eu já coloquei Engenharia na POLI (eu sou masoquista, só pode ser) e no vestibular da Unicamp, já coloquei Engenharia de Computação (não sei nem mexer com HTML, imagina programar alguma coisa, eu sou uma retardada mesmo)).

Bom, mas já que, em tese, isso seria um blog sobre dieta e preocupação com o corpo, aqui vai minha última pesagem: 49 kg, ontem.

Enfim, beijinhos.





segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Um hobbie:

Ficar vendo foto de gente bonita pra me sentir ainda pior <3

Recomendo o Sobrelas ou o SuicideGirls (tem nudez), ambos, na maioria das vezes, só têm mina magra, branca, com aquele estilo alternativo que eu queria ter, mas não tenho dinheiro nem corpo para tal.

Na moral, é injusto existir gente assim:


terça-feira, 8 de setembro de 2015

48,8 kg

Esse foi o número que apareceram na balança hoje. Fiquei satisfeita com isso, considerando que não me regrei nenhum pouco, comi sorvete, chocolate, fritura, tomei refrigerante. Mas pulei refeições.

2 semanas sem comer carne.

Eu quase briguei com o meu namorado sábado, eu estava mal e eu sempre jogo as coisas em cima dele quando fico assim, não como se ele tivesse culpa, mas converso sobre coisas desagradáveis com ele, vestibular, suicídio. Cheguei a pedir pra ele se afastar de mim porque eu ia acabar me matando em algum momento e não queria que ele estivesse perto quando eu fizesse isso. Pensei em me entupir de remédio, colocar uma sacola na cabeça e ir dormir. Só coloquei a sacola na cabeça mesmo e tentei dormir. Não fiquei nem 8 minutos com ela. Como vocês percebem, eu não quero me matar, não e verdade, não me esforço pra isso, eu tenho muito medo. Comprei umas lâminas domingo, não usei ainda. Estou tentando me policiar quanto a isso. Eu vou aprender a fingir que estou feliz, pelo menos fora desse espaço.

Na escola, só desgraça, parece que quanto mais o tempo passa, mais minhas notas decaem, e eu sei que o eu tenho feito não é o suficiente pra passar no vestibular. Mas eu não consigo fazer mais, Não tenho vontade pra fazer mais.

O que vale mais a pena, fazer uma faculdade "mais ou menos" que seja um período só e poder trabalhar ano que vem e ir juntando dinheiro pras minhas cirurgias ou fazer uma integral onde eu vou ter que me doar totalmente à faculdade, e ainda assim nem ter muita previsão de emprego no fim do curso, e ter que esperar mais um puta tempão pra conseguir mudar as coisas em mim? O que vocês fazem? O que vocês fariam?

Sexta e sábado, eu não conseguia sair de casa, aí quando eu fui na casa do meu namorado domingo, minha sogra chegou com um copinho de brigadeiro e perguntou se eu estava bem, aí eu disse "to meio cansada só", ela me perguntou se eu queria um chá, eu disse que não e agradeci, mas 10 minutos depois ela apareceu com uma xícara de chá de camomila pra mim, disse que o vestibular era só uma fase e ano que vem eu ia rir de tudo isso. Eu agradeci e tomei o chá, claro, mas fiquei bem whatafuck, aí olhei pro meu namorado meio "?", depois ele me explicou que os pais deles perguntaram porque eu não estava indo lá e ele disse que era porque eu estava triste por causa do vestibular.

Enfim, tá tudo uma merda, eu caguei nas duas provas de hoje por pura falta de atenção. 

Apesar de tudo, eu não estou tão mal, poderia estar pior, estava pior.

Esqueci a data da minha consulta com a psiquiatra e a psicóloga. Acho que não comentei, mas parei de tomar o remédio por mim mesma, fui diminuindo as doses pra não ter abstinência e parei. Não pretendo voltar, minha família não está na melhor situação financeira pra eu ficar querendo gastar dinheiro com remédio, fora que em agosto foram 150 reais do vestibular na Unicamp, esse mês, 145 da Fuvest, e mês que vem vou ter a Vunesp pra pagar.

Estava sem dinheiro pra pegar ônibus esses dias. É bem angustiante gastar quase 500 reais que eu não tenho com vestibular sem não ter ideia do que eu quero fazer.




quinta-feira, 3 de setembro de 2015

PIRANDO

Ois.

Desculpa o longo período que me ausentei. Eu sempre faço isso e sempre peço desculpas, mas essa sou eu. Sempre sendo trouxa e fazendo merda.

Os vestibulares estão cada vez mais próximos e eu quero me matar todos os dias porque as notas de corte são altíssimas e eu tenho que passar esse ano porque não vou ter dinheiro pra pagar cursinho, mas EU NÃO SEI O QUE QUERO FAZER DA VIDA. Tudo parece tão chato e insuportável. Eu só consigo pensar em maneiras menos doloridas e rápidas de se matar (sim, eu sou covarde).

Há uns dias atrás, fui pesquisar fotos de pessoas que se suicidaram, pra ver como eu ficaria (sim, eu me preocupo em como vou parecer mesmo depois de morta), e eu não sabia o que sentir em relação ao que eu estava vendo. As pessoas que se jogaram de grandes alturas me chocaram demais, eu não sou sensível a ponto de passar mal com a imagem, ou sei lá, na verdade, eu amo imagens fortes, principalmente as reais, mas não sabia se sentia inveja ou dó daquelas pessoas, eu fiquei pensando o quão mal eu teria que estar pra fazer uma coisa daquelas e deduzi que eu não teria coragem. Depois comecei a chorar.

Não como carne há uma semana, a história dos porquinhos do rodoanel fez eu me sentir um ser imundo e não consegui mais comer carne desde então, mas ainda estou comendo ovo, leite e derivados (sei da trituração dos pintinhos, do estupro das vacas, etc, mas eu sou realista comigo mesma, se eu parar tudo de uma vez, a chance de eu voltar é muito maior).

Eu quero ter dinheiro, tem tantas plásticas que eu quero fazer e é tudo tão caro, eu queria fazer engenharia de produção antes, mas todo mundo diz que quem faz esse curso são as pessoas incompetentes e burras que não passam nos cursos mais difíceis de engenharia, nem tem capacidade de aguentar um curso mais pesado, e tem também o fato de que, se comparado aos outros engenheiros, o de produção é menos especializado e tem menos emprego pra ele. Hoje cogitei medicina, mas mano, hoje é dia 03/09, faltam menos de dois meses pro ENEM, eu não vou conseguir nem 750 de nota, então, vamos cogitar suicídio antes de cogitar medicina (mas eu queria o dinheiro, queria muito).

Enfim, eu não sei o que estou fazendo da minha vida. Não sei quanto estou comendo, mas ultimamente tenho tido preguiça de comer, e isso é bom.

Meu peso: 50,2 kg. Podia ser menos, é bem verdade, mas também podia ser mais.

Cada dia que passa fico mais insatisfeita com o meu corpo, meu peso, as estrias, a celulite, o formato dos seios, meu umbigo nojento, a grande quantidade de pelos e até a aparência da minha vulva. Eu tento me agarrar no feminismo, mas a vontade de querer pertencer ao padrão é maior que tudo, e eu fico triste, porque todas as mudanças dependem de dinheiro, e mesmo assim não necessariamente eu tenho a garantia de que darão certo. Eu me sinto impotente. Eu sou impotente.

Eu fico triste com as coisas ruins do mundo como a situação das pessoas que têm tentado se refugiar na Europa. As fotos das crianças mortas no mar me deixaram muito triste, eu fico pensando como as pessoas são tão horríveis, mas não há muito o que eu sozinha possa fazer e além do mais, eu não sou um exemplo de boa pessoa.

(Tem uma caixa com 29 comprimidos de bromazepam na minha gaveta, ela me chama todo dia, mas pesquisei e não há muito sobre overdose de bromazepam, e não vou fazer nada de novo sem ter certeza que vai dar certo, não quero passar pela mesma situação de 2012).

quinta-feira, 9 de abril de 2015

De saco cheio (Alerta de post grande)

Olá, flores! Desculpa por não postar mais, a escola tá me consumindo e olha que eu passo o dia todo vegetando.

Preciso explicar como andam as coisas, mas estou com dor de cabeça hoje, então as ideias estão todas embaralhadas. Vou começar com a escola. Eu estou no terceiro ano do ensino médio, naquele esquema da minha escola de prova de todo semana, que faz eu me sentir um jumenta, mas isso nem é o pior, o pior é ter vestibular no fim do ano e minha mãe já ter deixado bem claro que não vai pagar cursinho pra mim ano que vem. Eu não sei o que quero fazer (tenho em mente engenharia de produção porque foi o que o cara do painel de profissões disse), as notas de corte de engenharia na UFSCar são altíssimas, eu sei que não vou passar. Enfim, fico tão preocupada em fazer as coisas que não faço nada.

Sobre meu ex, eu fui fraca, acabamos voltando, demorou só uns 10 dias, eu me odeio, mas não consigo ficar triste porque eu gosto dele, eu amo ele. Vou explicar: ele veio com essas ideias de voltar dia 9 de janeiro, e eu disse pra ele "cara, você deixou claro que não queria mais nada, então por que tá fazendo isso? Tenho certeza que é porque não arranjou nada melhor e tá atrás de mim, não é? Não conseguiu pegar ninguém e sabe que a tonta aqui ainda gosta de você." E pedi pra ele me deixar em paz. Fiquei vários dias chorando, porque estava me recuperando do término e ele veio com essas ideias, e eu ficava perdida, sentia falta dele, mas não queria ser a trouxa dele. Enfim, eu pedi pra ele me deixar em paz, uma das minhas melhores amigas que já foi a melhor amiga dele (eles brigaram há um ano) pediu pra ele me deixar em paz, eu deixei ele falando sozinho no facebook e ele me ligou. Não atendi umas 6 vezes. Quando atendi, ele estava chorando, disse que queria me ver, só me ver, pra conversar só, e se eu não gostasse me deixava em paz. Concordei. Saímos dia 19 de janeiro e parecia que nada tinha mudado, ele me pediu um abraço hora que eu cheguei e que a falta que eu sentia do conforto dele só eu sei. Quando eu vi, a gente já estava de mãos dadas. Quando vi de novo, já estávamos nos beijando. E então, abraçados, fazendo planos pro futuro. Nos encontramos outras vezes, eu comecei a ir na casa dele, ele começou a vir em casa. Voltamos. E, eu sei que não devia, mas fico tão bem ao lado dele, me sinto tão confortável. Esses dias, ele disse que não tinha sentido eu estar com ele, que eu ia encontrar alguém bonito, magro, que tivesse algo de verdade pra me oferecer, e ia largar ele, disse que não conseguia viver sem mim, que as coisas sem mim não fazem sentido, ele precisou me perder pra perceber isso, mas nunca mais ia cometer tal erro, que eu era a vida dele, a única pessoa que compreendia e amava ele como ele como ele é, e começou a chorar.

Sobre o cigarro: rendeu umas encheções de saco da minha mãe, mas logo elas foram ficando mais raras, até que parou um pouco. Não fumei mais.

Engordei pra caramba. Estou com vergonha, mas vou postar uma foto de como eu estava em dezembro e como estou agora. Peso hoje: 49,9 kg. Me ajudem a me controlar com comida, estou comendo demais por ansiedade e estresse, não consigo fazer nada útil.

Fiquei triste no feriado de sexta, briguei com a minha mãe e ela me proibiu de sair. Tomei 120mg do meu remédio, que eu devia tomar só 40mg, eu queria dar uma viajada, dormir muito, mas nem deu nada, absolutamente nada.

Vestibulares do ano passado:
- Enem:
Ciências Humanas e suas Tecnologias ------692.6

Ciências da Natureza e suas Tecnologias---594.2

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias---665.5

Matemática e suas Tecnologias--------------650.6

Redação-----------------------------------------800.0

Faixa das minhas notas de corte no Sisu 2015: 665 a 700 (aproximadamente)
Nota de corte Sisu 2015 de Engenharia de Produção na UFSCar-Sorocaba:768,41

Preciso aumentar 100 pontos pra passar de boa :c

- Vunesp:
Conhecimentos Gerais: 63,333
Conhecimentos Específicos e Redação: 61,136
Nota Final: 62,235
.
.
.
.
.
Só posso dizer que tomara que eu morra até o fim desse ano.

Desculpem não estar comentando com frequência nos blogs de vocês, eu queria comentar frequentemente, mas não consigo entrar frequentemente aqui.

Sobre os comentários de vocês aqui no blog, quero agradecer muito, e dizer que já li todos, mas ainda não respondi porque meu computador é um ancião já e fica travando se eu tento realizar muitas ações, mas eu vou respondendo aos poucos, porque reconheço a força que damos umas às outras. Obrigada, mesmo.

No mais, boa sexta e bom fim de semana pra vocês. Beijos no coração <3







E agora Thinspo <3













  




segunda-feira, 16 de março de 2015

Desculpas

 (Ia postar isso em janeiro, logo que voltei de São Paulo, mas deu tilt no PC e aí eu sumi daqui - explicarei melhor no próximo post)
 
Estou me desculpando pelo sumiço, eu não tive vontade de fazer nada depois da minha última postagem, nem entrar em blogs, nem responder nada, nem ler nada, me desculpem.

Acho que é mais do que apropriado que vos deseje feliz natal e principalmente feliz ano novo, pra que a gente possa realizar, senão todas, a maioria de nossas metas nesse ano.

Eu queria fazer um super texto explicando um monte de coisa, mas eu não consigo, gente. Estou muito "blé". Não postei antes porque fui pra São Paulo no dia 24 e não consegui entrar no blog pelo meu celular e não tive acesso a nenhum computador, cheguei ontem de São Paulo e achei que devia explicações pelo sumiço.

Me diverti em Sampa, fui na exposição do Ron Mueck, da Mona Hatoum, do Salvador Dalí, da Mafalda, do DaVinci, do Castelo Rá-tim-bum e ainda fui no MAC USP.

Bom, sobre meu ex, eu discuti com ele acho que no dia 20 ou sei lá, ele me disse coisas horríveis só pra me deixar com raiva. Depois, eu ainda fui falar com ele, disse que não gostava de como tínhamos terminado as coisas e ele pediu pra eu deixar ele em paz pra ele poder seguir a vida dele e eu a minha e deixou bem claro que não tinha volta. Eu só falei com ele pra desejar feliz natal e feliz ano novo por consideração a ele e à família dele. A última vez que tinha falado com ele tinha sido dia 31, e então no dia 9 desse mês ele veio falar comigo, me mandou uma foto de um carinha babaca que a gente costumava zoar, e então a gente vem se falando e hoje ele me veio com uns papos de querer voltar. Mas eu conheci um carinha, ele disse que gostava de mim, mas não tocou mais no assunto, então eu não sei, eu quero voltar com meu ex porque sinto falta dele, mas tá tudo muito recente e tenho medo de que ele me queira só pra suprir a carência dele e de magoar o outro cara, que é um fofo, aliás. Não sei o que fazer.

Meu corpo: não me aceito, tô comendo normal e da última vez que me pesei estava com 47 kg, mas estou entrando nas roupas da minha irmã de 10 anos e usando 34 e isso não parece suficiente. Tá todo mundo me falando que tô magra demais, parecendo uma lagartixa, uma lombriga, doente e etc, mas sabe, foda-se, não vou engordar pra agradar ninguém.

Eu fumei um pouco esses dias e tô com medo de me viciar porque sempre dá vontade, então, vou tentar controlar antes que seja muito tarde.

Minha descobriu que eu fumava, nem preciso dizer que deu merda e vários dias/semanas de encheção de saco.

Bjos, borboletas. Estava com saudades desse espaço <3