Páginas

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Hoje

Aqui estou eu de novo. Dessa vez melhor que ontem. Vamos ao relatório.

Vi a pessoa que mais me faz bem na vida e que está triste porque eu estou triste e porque os pais dele ficam enchendo o saco por nada. A gente tem conversado muito por causa dos meus problemas e eu acabo falando coisas sobre mim que o deixam triste, mas no fim das contas a gente fica sendo tonto junto e dá tudo certo.

Hoje a gente teve uma conversa que foi mais ou menos assim:

Ele: Eu não faço diferença na sua vida?
Eu: Faz.
Ele: Mas você está triste, e se você não está feliz comigo, pode me deixar, eu só quero te ver feliz, não importa como, só te quero bem.
Eu: Eu não vou te deixar, eu te amo.
Ele: Eu também te amo, mas você está triste e é culpa minha.
Eu: O fato de eu estar triste não tem a ver com você ou a gente, é algo meu, que ninguém pode resolver.
Ele: Eu queria poder ajudar.
Eu: Infelizmente, eu sou uma escrota, a não ser que você possa fazer magia ou me fazer nascer de novo, você só pode esperar isso passar.
Ele: E você espera que eu veja você triste, se ferindo e não faça nada? Eu não sou assim, você sabe.
Eu: Só espera.
Ele: Esperar você se matar? Não.
Eu: Eu não vou me matar, sou covarde demais pra isso, você sabe.
Ele: Você também não tinha mais coragem de se cortar.
Eu: Coragem eu tinha, mas eu tinha força de vontade de não fazer.

Silêncio. Mudamos de assunto.

No fim do dia, a gente já tinha conversado bastante, ele falou do que rolou com o pai dele que ficou cobrando dele se eu sabia que ele tinha ido almoçar com as amigas dele ontem, se ele tava me traindo, enchendo o saco e que ele não aguentava mais o ambiente familiar.

Eu fiquei melhor depois de a gente conversar, ele também, e depois falamos de outras coisas, como música e o EP da banda dele.

Ele me fez comer. Tomei um copo de suco de laranja, comi um Ferrero Rocher e tomei uma casquinha. Foi muito, eu sei, mas eu tento compensar.

Ah, gente, eu não odeio as amigas dele, nem conheço as minas haha, e elas parecem ser legais, e não tenho ciúmes dele porque eu confio nele. Acho que o eu senti ontem foi inveja delas mesmo, porque elas pesam 40 quilos e não têm acne e têm boa dicção e um cabelo bom e sedoso, já tinha as stalkeado e as idealizei (só não idealizei meu namorado antes de conhecê-lo porque o conheci pessoalmente e nunca tinha stalkeado ele), me senti infinitamente inferior e não quis cruzar diretamente com elas pra não me sentir tão mal ao ter que olhar pra elas com a minha cara de songa monga e meu peso de elefante.

Bom, é isso, gente. Furei o NF, só consegui 24 horas e uns 20 minutos. Pensei em começar outro, mas ia foder meu metabolismo e fiquei com medo de engordar ao invés de emagrecer, então decidi comer pouco hoje (na medida do possível), mas comer. 47,8 kg na balança. Minha meta era 47 kg, mas pode ser 43, né?

Boa Noite. Beijos ^-^





terça-feira, 28 de outubro de 2014

Always dying, not a smile, such a waste

Há muito tempo não me sentia assim e, quando digo isso, me refiro a tristeza e foco.

Bom, ambos estão maiores, consegui comer menos de alguns dias pra cá, e estou caminhando para 21 horas de NF minha meta é 40h, mas eu vou estragar , porém, tenho me sentido triste, não houve um dia em que eu não chorei, deixei de fazer os cupcakes, na minha cidade não tem água nem pra lavar a louça e tenho que ficar tomando banho de balde, estou totalmente sem dinheiro, e tenho tratado mal todo mundo que eu amo, eu não queria fazer isso, mas é tão involuntário.

Hoje, meu namorado foi almoçar com umas amigas dele, ele disse que elas queriam me conhecer e eu já tinha dito que não ia e não fui. Eu sei o porque que eu não fui, mas estou em dúvida, não quero admitir que tenha sido mais que o simples fato de estar me sentindo um lixo maior que o normal e que possa ser ciúmes, eu não quero, não pode ser isso, eu não sou assim. Mas é que elas são tão lindas e eu sou essa merda andante que só queria ser levada pela água da descarga.

Passei o dia lendo e pensando se ia encontrar com eles ou não, na verdade, vi eles de longe umas duas vezes, na segunda meu namorado ficou gritando meu nome, enquanto as amiguinhas dele riam, e eu saí correndo falando que estava atrasada, mas não, eu só não queria ficar com eles, eu ia estragar, porque eu estou uma merda e meu rosto está uma merda (pra quem não sabe, eu tenho acne pra caralho), e não fui, não sei se me arrependo, bom, estou mantendo meu NF e vi 48,4 kg na balança, não me arrependo, nem disso, nem dos risquinhos vermelhos recentes no meu pulso, definitivamente não me arrependo.

Eu passei o dia inteiro ontem procurando técnicas de acabar com a acne, dietas, vitaminas, vendo preço de isotretinoína, eu queria muito tomar, mas todo mundo me julga, fala que minha acne não é tanta assim, que não precisa e que dá depressão e eu vou me matar porque já tenho depressão, e eu só queria falar que eu sinceramente não dou a mínima se eu morrer ou não, eu só queria ser bonita uma vez na vida, eu daria qualquer coisa, faria pacto com o satã, venderia meus órgãos, qualquer coisa.

Eu estou indo na psicóloga tem uns 6 meses já, eu não gosto dela, sérião, só piorei com ela, ela fica me fazendo perguntas que se eu soubesse a porra da resposta ou como resolver, eu não estaria lá. Mas enfim, a gente passa por isso, ela me encaminhou pro psiquiatra, e considerando que eu perdi peso e voltei a me cortar, vão me tacar antidepressivo de novo.

Eu devia ter guardado e guardar pra mim toda a minha desgraça, ter cortado lugares que as pessoas não pudessem ver, mas eu não consigo eu preciso ver e sentir os cortes e o sangue e o braço é uma região do corpo que me proporciona isso. Não consigo deixar de compartilhar com o meu namorado o quanto eu me odeio e o quanto ele é louco e deveria ir viver a vida dele direito com alguém de verdade, uma pessoa bonita, com boas ideias, facilidade de comunicação, talento, alta, magra, branca, loira de cabelo liso e que tivesse amor e gosto pelas coisas, porque eu só vou ficar mais triste, eu só queria morrer sem sentir culpa, sem ter feito promessas que eu não consigo cumprir, pra ele, pra minha mãe, pro meu pai, pros meus avós e pra mim mesma.

Tem doído muito acordar de manhã e ter que me olhar no espelho, às vezes é melhor nem tomar banho que ter que me ver nua, meu reflexo nos vidros dos carros na rua só me lembra como eu queria estar sangrando com a cabeça esfarelada debaixo das rodas de um deles se bem que isso seria exposição demais, as pessoas me olhariam, mesmo morta, eu ia passar vergonha, como sempre.

Enfim, eu deveria ficar menos tempo longe daqui, assim não escreveria esses textões. Desculpe a quem leu. Desejo uma boa semana.

Kaya <3




segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Oe

Oi, gente. Voltei depois de uns meses.

Hoje eu estou bem porque vi meu amor e ele sempre me deixa bem, até me faz esquecer das coisas.

Bom, tenho algumas novidades. Desde a última vez que postei aqui, eu ganhei duas medalhas em Olimpíadas Acadêmicas, ambas de prata, uma nas Olimpíadas de Língua Portuguesa realizadas pelo Sistema Etapa e outra na Olimpíada Brasileira de Astrofísica, nas qual me classifiquei para as etapas de seleção de alunos para as olimpíadas internacionais, e sabem o que isso quer dizer? Mais provas, como se não bastassem as semanais na escola, mas a gente se acostuma ou tenta, pelo menos.

Estou vendendo cupcakes na escola pra tentar ganhar dinheiro, já que não tenho tempo para trabalhar, mas não tenho tido lucro, eu não posso vender cupcakes com preços maiores que os salgados da tiazinha da cantina senão ninguém compra, aí eu me fodo, e nunca ganho mais de 35 conto em dois dias, mas já me acostumei a ficar sem dinheiro.

Estou devendo 85 reais pra minha mãe porque comprei roupas, e tenho que pagar 70 reais na Vunesp, e pra piorar, vou para o Petar e não tenho as roupas adequadas e grossas para que eu não seja comida por insetos assassinos ou sei lá, ou seja, vou morrer.

Não tenho comido pra não ficar sem dinheiro, só como quando pagam pra eu comer e olha lá, depende se estou bem ou não. Aumentei minha ingestão de água e estou tentando comer menos sem muito sucesso, mas estou tentando.

Enfim, estou fodida, sem dinheiro, só tenho provas e mais provas e nem estou no terceiro ano ano que vem vou surtar, e pra deixar tudo melhor ainda, estou de castigo, só vejo meu namorado, a única coisa que me faz bem, escondida e assim vamos caminhando.

Bom, não vou comer o resto do mês, porque vou comprar uma calça que vi na Marisa por 29,90 e achei linda, vermelha com taxinhas, ela é 34 deve ser um 34 grande porque serviu em mim e tal, e está apertada, portanto preciso perder mais peso pra ela ficar boa.

É isso. Estou com 49,3 kg, minha meta era 48 kg, mas estou visualizando um 47 kg como nova meta, quem sabe.

Enfim, beijos, borboletas *---*

Mozão, Violet E. <3