Páginas

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Aviso: Post grande de alguém que ficou vários dias sem postar porque é babaca (P.s.: Título grande também)

Oi. Quanto tempo. Obrigada a todas que notaram minha ausência e desculpa por me ausentar. Às vezes eu simplesmente não consigo escrever. Vou fazer aquele resumo sobre meus dias.

Dia 6: Depois que postei aqui, eu comi mais e mais e mais e chorei mais e mais e mais.

Dia 7: Fui na casa de uma amiga minha com minhas outras amigas, eu comi pra caramba, dancei just dance e brinquei com a cadelinha dela (um amorzinho). Fiquei feliz esse dia. Foi bom estar com elas. Bloqueei meu ex do facebook, twitter e exclui os números dele e da família dele do meu celular, assim como as fotos que eu ainda tinha no celular.

Dia 8: Percebi que não adiantava bloquear ele das redes sociais se ele não estava bloqueado da minha cabeça. Desbloqueei tudo e pedi desculpa por ser impulsiva e idiota. Fazer tudo isso tornaria ele especial e pra eu esquecê-lo, ele tinha que ser apenas mais um. O resto do dia acho que eu só fiquei em casa me enchendo de comida mesmo.

Dia 9: Fui no médico com minha mãe e minha irmã, comi comida japonesa, doce, e um combo do Burger King. Comi pra caralho. Chorei nesse dia.

Dia 10: Levei minha irmã pra fazer recuperação. Acabei encontrando-o lá. Ele também tinha recuperação. Dei apenas um "Oi. Tudo bom?" como fiz com todos os conhecidos. Chorei muito a tarde enquanto tomava chuva. Me cortei. Apenas 2 cortes. Quis mais. Um cara se matou na rua de casa. Talvez minha família de mude pra casa onde ele se matou hu3. Assisti "Garota, Interrompida", um amorzinho de filme <3.

Dia 11: Psiquiatra de manhã. Ela dobrou minha dose de praxetina. Churras da turma a tarde. Descobrimos que nosso professor de história foi demitido e talvez nossa professora de gramática fosse ser demitida também. Comi comi e comi. Bebi caipirinha. Fumei 6 cigarros (nem sei o porquê). Fumei uns baseado, mas como foi a primeira vez, eu não chapei (dizem que ou você chapa demais ou nem chapa na primeira vez), fiquei frustrada com isso. As pessoas ficaram bêbadas, engraçadas e tristes. Apesar disso, foi ótimo estar com todos. Amo as pessoas da minha sala e a maioria dos meu professores. Chorei esse dia, de tristeza e de alegria, e dos dois ao mesmo tempo.
- Hora que meu professor de história estava indo embora porque tinha um compromisso, fui me despedir dele (eu nem ia chorar, nem nada, naquele momento porque eu estava abalada, mas não pra chorar), então ele me abraçou e disse "Ai, A., você sabe que eu te amo, né? Você é linda." Não consegui não chorar, foi demais pra mim. Uma pessoa linda esse cara, e um ótimo professor.

Dia 12: Fui levar minha irmã pra ela ver a nota dela na recuperação. Comi um sorvete de chocotone, nem sei quantas calorias tinha aquilo. Falei pro meu ex que minha menstruação estava atrasada só pra rir um pouco, e acreditem, foi engraçado.

Dia 13: Fiquei em casa o dia inteiro, só saí pra comprar meu remédio e pra comprar temaki.

Dia 14: Primeiro dia da segunda fase da vunesp, deixei algumas sem responder, zerei física (sou uma jumenta mesmo, acontece), mas foda-se, na boa, não estava nem um pouco afim de fazer aquela prova. Cheguei em casa e tentei me esquentar, me enrolei no edredom e demorei 1 hora pra ficar quente. Não chorei. Não tive vontade de falar com ele, pela primeira vez desde que terminamos.

Dia 15: Ou seja, hoje. Segundo dia da prova da vunesp. Estava mais fácil que ontem. Fiz todas. O tema da redação era bem simples, "O legado da escravidão e o preconceito contra negros no Brasil". Eu parei enquanto fazia a redação, olhei ao meu redor e vi um monte de brancos e uns 6 pardos (contando comigo) dissertando sobre o preconceito contra negros, foi triste. Ele me mandou um vídeo (este --> "https://www.youtube.com/watch?v=IbJXM_30I5w&list=UUEWHPFNilsT0IfQfutVzsag&index=7 ) e disse que o cara do vídeo parecia com ele, me falaram que foi uma indireta, eu não sei se foi. De qualquer forma, ao mesmo tempo que quero voltar com ele, não quero, e acho que essa possibilidade não existe por parte dele também. Não chorei hoje. Não estou me sentindo mal, nem bem também, mas já é um avanço.

Última pesagem (Hoje): 45,9 kg *-* Mas estou me sentindo enorme, parece que eu inchei, sei lá, vou tentar comer menos amanhã. Não contei calorias durante todos esses dias :C

Eu vi que tem vários comentários que eu ainda não respondi, de madrugada eu leio com calma e respondo com atenção. Também vou entrar nos blogs de vocês e dar uma olhada nas últimas postagens pra ver como anda a vida.

Boa Semana, pessoas. Beijinhos <3


sábado, 6 de dezembro de 2014

46

Desejando que tivesse sido um sonho ruim, eu abro os olhos, acordo. Não, não foi um sonho ruim. Os porta-retratos com nossas fotos estão virados. Me desmancho em lágrimas, eu não queria que acabasse, mas ele não me amava mais, tinha que acabar. Minha mãe vai falar comigo, tento descontrair pra ficar bem. Funciona. Checo o blog, o facebook e o twitter. É verdade. Acabou mesmo. Tem uma mancha daquelas que ficam quando a gente assoa muito o nariz em entre meu nariz e minha boca, proveniente do tanto que chorei. Vou chorar mais, eu sei. Eu ainda amo aquele desgraçadinho, e não posso culpá-lo por ele não me amar mais e querer estar com outras pessoas. Ficar comigo dói, e eu sei bem disso, e eu não aguentava mais as coisas como estavam, estava nos fazendo mal. Ele aguentou bem.

Comi 1 pão de queijo e tomei um copo de suco de manga, meio cachorro quente e 200 ml de refrigerante. Me pesei, 46 kg. Comi pipoca, um bauru e tomei suco de laranja, teria tomado sorvete porque eu queria muito, mas já estava passando mal de ter comido tanta coisa, e não ia caber.

Sou uma moça de 46 kg, talvez mais depois do bauru e do suco, mas ainda são 16:15 e eu posso compensar comendo só uma maçã quando der 19:00 e mais nada. As pessoas estão enchendo meu saco, falam que eu estou magra demais, feia e esquisita. Minha irmã me zoou, falando que ele me largou porque eu estou um palito. Quero que se foda, de verdade. Eu vou emagrecer mais. Não é apenas pelo meu corpo, mas é por ver números a menos na balança e sentir que eu fiz algo certo e útil ao menos uma vez, é por ver um sentido em algo, um motivo pra fazer as coisas.

Não consigo evitar, sou fascinada por números, eles me fazem bem, mas também me fazem mal.

O alfabeto tem 26 letras, que formam uma infinidade de palavras. Não sei quantas palavras ele usou pra falar que não me amava mais, acho que ele enrolou demais, não queria me magoar. Eu só não queria que ele tivesse demorado tanto, tivesse falado logo. Não fiquei surpresa, mas fiquei. Eu nunca sei de nada. Nunca.

1 ano, 7 meses e 4 dias. Valeu a pena.

Não me sinto

46,5 kg

Não consegui seguir muito bem meu planinho. Fiz 1 hora de caminhada só, não fiz os abdominais e não tomei o chá verde. Quanto a comida, não consegui comer a maçã, aí antes de sair às 19:00, tinha comido 295 kcal, mas me obrigaram a comer torta de frango, comi um pedaço, mas deixei um pouco, falei que estava com dor, tomei suco de uva light, e chegando em casa, não resisti e tomei um copo de suco de manga, mas acho que, no total, hoje, não passei de 850 kcal.

Meu namoro acabou. Foi uma decisão nossa. Ele estava enrolando, eu andei pensando e não aguentava mais as coisas do jeito que estavam. Ele pediu desculpa por não poder me amar pra sempre, por ter mentido quando disse que ia ser pra sempre. Eu disse que sabia, nada dura pra sempre, e eu não crio grandes expectativas com as coisas pra não ficar triste, e se fosse pra ele ficar se forçando a gostar de mim, era melhor terminar, porque, forçando-se a gostar de mim, ele prejudicava nós dois. Eu disse que se ele me amasse, a gente poderia tentar mudar as coisas, mas se não realmente não estava rolando mais, era melhor dar um tempo ou terminar. Estávamos com medo.

Não esperava que fosse acabar hoje. A gente conversou e chorou a noite toda. Ele me pediu desculpas e agradeceu. Eu disse pra ele não pedir desculpas e também agradeci. Não me sinto feliz com isso. Não me sinto triste com isso. Não me sinto. Ainda somos amigos, acho que isso é bom, mas sei que amizades assim são estranhas.



quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Resumo desde a última postagem

48 horas sem falar com o namorado, ele não me ligou, nem mandou mensagem, eu também não o fiz, até que ele chegou e falou "não fala mais comigo? :C" no chat, aí eu disse "falo, é que eu fiquei esperando você falar comigo, você não falou, eu não falei, e achei que seria bom ficarmos sem se falar um tempo pra termos assunto do fim de semana".

Trufa ontem - sou uma nojenta.

46,6 kg ontem.

46,6 kg hoje.

Psicóloga que resume minhas frustrações, visão de mundo e perspectivas de vida a uma fase da vida, a de descobrir as coisas, e se indagar, eu até disse que todos os adultos que conheço estão tão enjoados quanto eu e eu não quero ficar assim, e que se isso é uma fase, estou nela há uns 4 anos, mas acho que ela pulou essa parte, porque toda maldita consulta, ela fala "você não sente o sabor das coisas, faz tudo muito rápido, está na fase de descobrir" FASE FASE FASE

Compulsão hoje - cerca de 2000 kcal - não miei - vou engordar - mereço isso - sou uma porca estúpida, babaca e nojenta.

COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO COMPULSÃO

Gente, não sei se comentei, mas eu como normal, cerca de 1000 kcal por dia, não consigo comer menos que isso, se eu comer menos, eu fico louca e ataco doces depois, mas hoje eu passei dos limites, estou me sentindo muito pesada.

Portanto, planos para amanhã:

500 ml de chá verde com limão (eu detesto chá verde)
9:30 - Café da manhã: 1 iogurte (85)
Caminhada intercalada com corrida: 2 horas
150 abdominais
12:30 - Almoço: 1 mamão papaya pequeno (120)
15:30 - Café da tarde: 1 maçã (70) 
18:30 - Janta: 1 pêssego pequeno (45) e 2 bolachas de água e sal (45)
---------------------------------TOTAL: 365 kcal

A noite vou na casa do meu namorado ou dos amigos dele, eles sempre pedem coisas gordurosas, vou tentar falar que estou mal e ficar só no suco, ele provavelmente vai ficar bravo comigo, aí qualquer coisa, eu dou uma beliscadinha em algo, mas falo que estou com cólica, e que piora se eu comer mais.

Boa noite, gente. Não sejam essa bosta ambulante como eu. Bjinhos <3



quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Tá ruim

Olá, pessoas. Como estão?

Bom, faz um tempinho considerável que não venho aqui. Eu entrei quase todos os dias, mas sempre ficava enrolando sem saber o que escrever, e aí, minha mãe chegava e tinha que fechar a aba anônima porque esse blog não deve ser visto nunca por ela.

Sobre a escola: Tirei 5,8 naquela maldita prova de história e pedi pro professor me deixar de rec, a rec é hoje daqui umas 3,5 horas e eu ainda não estudei. Mas, estou praticamente de férias, faltei todos os dias essa semana e vou faltar amanhã e depois, e então, estou oficialmente de férias e nem posso descrever o quão boa é essa sensação. ADEUS, INFERNO!

Sobre mim e meu namorado: Tá chato. A gente, não sei, não tá rolando, e nós dois concordamos, mas temos medo, a gente se acomodou um ao outro, e eu sei que ainda o amo, que outra explicação tem pra eu querer falar com ele, acordar pensando nele, sorrir pensando nele, dormir pensando nele, não tem outra explicação, eu o amo, mas sempre que a gente está junto, é chato, a gente não tem assunto, e aí, nossas conversas vão pra um lado bad, tava tudo muito monótono, uma rotina chata de escola durante a semana, casa dele na sexta, sábado e domingo, onde a gente fica deitado na cama o dia inteiro, ele dorme e eu fico assistindo televisão. Talvez seja falta de sexo, sei lá hahaha. Minha mãe não sabe que eu transo, na verdade, no fundo, ela sabe, porque, poxa, a gente namora há mais de 1 ano e meio, mas eu não oficializei isso contando pra ela, porque foi em casa enquanto ela não estava e também na casa dele, enquanto os pais dele não estavam, e eu não quero falar isso pra ela. Enfim, ontem a gente transou, foi bom, mas depois, não sei, algo mudou entre a gente, e a gente não sabe o que. Chorei de novo com ele domingo, ele também queria chorar, mas graças ao início do ano passado, ele chorou tanto que não consegue mais - não namorava ele ainda, foi quando nos tornamos amigos -. Espero que a gente consiga resolver as coisas nas férias.

Sobre a Ana: Ontem meu namorado disse que daqui a pouco ele ia conseguir tocar xilofone nas minhas costelas <3. Eu fico oscilando, às vezes como muito, às vezes como pouco, mas tenho caminhado e acho que isso tem me auxiliado a não engordar, apesar de comer torta, cookies com chocolate e tomar refrigerante. Durante o tempo que fiquei longe daqui, meu peso oscilou entre 46,4 kg e 47,3 kg, mas vou falar o mais recente, de ontem, às 16:25, 46,9 kg. Não sei se estou feliz ou triste com esse peso, não sei nem o que estou sentindo, eu to meio perdida na vida, pra falar a verdade.

Estou assistindo Skins. Eu amo essa série, apesar de se parecer com uma malhação mais hardcore hahahaha. Estou terminando a terceira geração, e acho que depois da primeira, vai ser a que eu mais gostei, mas eu adoro todas <3

Esses dias eu assisti Donnie Darko e fiquei bugada por dois dias tentando entender aquele filme, a coisa da volta no tempo e do paradoxo. Assisti Laranja Mecânica também, mesma coisa, mas tenho certeza que tem uma explicação "sociopsicofilosófica" muito foda para as minhas dúvidas todas sobre aquele filme. Eu adoro filmes que me bugam, apesar do mindfuck tenso hahahaha.

Estou tomando praxetina, ainda não sei o que dizer sobre isso.

Acho que vou perder a vergonha e tentar vender doce na rua, sério, gente, preciso de dinheiro, PRECISO MUITO DE DINHEIRO.

Alguém assistiu o Victoria's Secret Fashion Show ontem? Eu ia ver porque aquelas magrelas me fazem sentir uma bosta e me dão força pra tentar ser melhor, mas dormi 20:00 mesmo.

Estou querendo mudar o blog, o design, enjoei dele assim já, é uma boa hora pra eu tentar aprender a mexer com HTML.

Tirei umas fotos hoje, essas:


E agora, pra vocês não morrerem de desgosto, Izabel Goulart, sempre maravilhosa e magrela <3


Nossa, ficou um monte de informação jogada no post. Mas é isso o que acontece quando se fica muito tempo longe. Força, meninxs. Beijos ^-^


sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Ontem e antes de ontem

Eu comi, gente, comi muito, comi como eu não comia a muito tempo. Eu miei? Não. Eu vou compensar hoje? Claro. Mas por incrível que pareça, ontem quando eu me pesei apareceu 47,1 kg na balança, lógico que foi antes de eu tomar um potão de sorvete e comer yakisoba, mas ainda assim, eu tinha tomado duas fucking casquinhas na quarta-feira. Eu devo ter alguma espécie de anjo da guarda ou sei lá, de repente é só o meu metabolismo funcionando direito, ou é porque eu tenho dormido bem, ou porque andei bastante na quarta. Mas eu devo ter engordado, então, não vou ficar felizinha.

Ah, falaram de novo sobre eu estar muito magra, muito magra onde? Uma amiga da minha mãe veio em casa e falou "Nossa, você tá muito magra" e eu disse "tô nada", aí minha mãe disse "tá sim, olha os ossos nas costas dela, e o rosto 'chupado', tá parecendo a malévola". E meu padrasto também disse que eu tava muito magra, de novo, ele já tinha dito isso uns dias atrás. Esse povo é louco.

Agora vem o ponto alto do dia de ontem, não, não foram os 47,1 kg, eu chorei abraçada com o meu namorado, eu não fazia isso há muito tempo, eu chorei de perder o fôlego, de querer gritar, de ficar ranhenta, eu chorei pra caralho, e deixei ele triste e preocupado.

Tudo começou porque eu disse que eu era uma inútil porque não consigo estudar direito e estou indo mal nas últimas provas, aí, ele disse "por favor, para, não fala isso" e disse que isso o afetava muito, porque ele está pendurado na escola (a média lá é 7,5), e não se importa com nota, e ama comer, não come pra viver, vive pra comer, e agora ele tá com o colesterol zoado e os pais dele estão enchendo o saco pra ele ir num nutricionista e começar a se exercitar. E ele disse que me admira não apenas como namorado, mas como pessoa, ele diz que eu faço ele feliz, e ele se sente impotente por não conseguir me fazer feliz, aí ele começou a me elogiar e eu comecei a chorar, a falar que não aguentava mais, aí eu disse "eu queria..." e comecei a chorar mais, não completei a frase, eu não ia falar que queria morrer, ele não merece isso, ele é tão bom pra mim, ele não me conheceu quando eu estava no auge da minha depressão, ele não sabe como eu melhorei depois que ele entrou na minha vida, ele não consegue ver. Ele ficou falando pra eu me valorizar (não no sentido machista de "se dê o valor"), valorizar as coisas boas que eu faço, e as coisas boas que eu sou, mas eu não vejo isso, eu não sei fazer isso, eu não sei.

Ah, sei lá, a gente está se sentindo distante e isso dói, sabe, a gente não tem mais assunto, aí nossa cabeça fica cheia de coisas e a gente está tão cansado desse ano, da escola, da família, de tudo, ele fica pensando em quando a gente terminar, ele está sempre pensando nisso, dá até raiva, às vezes parece que ele quer terminar, aí ele fala que não, e eu sinto que ele me ama, mas ele não consegue não pensar nisso, parece eu, meu deus. Enfim, ele ficou me pedindo desculpas depois a noite inteira por ter me feito chorar e eu fiquei falando que ele não tinha me feito chorar, aí ele disse de novo que queria me ver feliz, queria conseguir me fazer feliz e eu tive que dizer "cara, você me faz feliz, você não me conheceu quando eu estava horrível, você não tem como comparar, eu tenho depressão, eu não me lembro de não ser assim, eu sou triste e não é por sua causa, você não me faz querer chorar, mas todo o resto faz, eu me odeio e não é culpa sua, mas se eu estou melhor hoje, é por sua causa, você me faz feliz, mas eu não consigo ser feliz sempre".

Enfim, a gente vai se virar, eu vou tentar melhorar e não sei se eu devo ou não transparecer pra ele meus sentimentos, eu sinto que sim porque é isso o que eu espero dele, mas eu não quero que ele se preocupe comigo ou sei lá, às vezes eu falo as coisas sem pensar.

Boa sexta-feira, gente. Beijinhos <3


terça-feira, 18 de novembro de 2014

Procrastinando

Olá, pessoas.

Nossa, faz uma semana que não posto nada.

Bom, estou escrevendo nesse momento porque tenho um trabalho de sociologia pra amanhã e não estou nem um pouco afim de fazer, estão estou fazendo o que eu faço de melhor, procrastinar.

Fiz a prova da Vunesp domingo, acertei 57 de 90, era pra ser 58, mas eu sou lesada e errei uma no gabarito, eu sei que acertei pouco, mas eu nem estava me sentindo uma jumenta completa, até que minha amiga chegou e disse que tinha acertado 67, aí eu me senti o ser mais burro do universo. Eu tive uma prova hoje e eu não estudei porque ontem eu estava morrendo de sono e dormi 20:00 ao invés de estudar, resultado: se eu tirei 6 foi muito e vai estragar minhas médias bonitas de história (9.8, 10, 9.8 nos três bimestres que se passaram), mas sei lá, não estou conseguindo me sentir tão mal com isso, até porque eu já estou com 6 de média sem a segunda nota, e vou chorar pro professor me deixar de recuperação, mesmo se eu tirar mais que 5 na prova.

Eu comi que nem uma porca esse fim de semana (coxinha, bolo, frozen, refrigerante, açaí, doce de leite, chocolate, salgadinho, pão com presunto e queijo), mas, por incrível que pareça, ontem eu me pesei e apareceu 47,2 kg no visor da balança que eu costumo me pesar e eu fiquei tipo "oh, wow, lovely", enfim, minha vida é monótona, a coisa mais empolgante que eu fiz nos últimos dias foi terminar de assistir Breaking Bad e cara, que série do caralho, eu quase chorei quando acabou porque agora eu não tenho mais um propósito na vida, mas eu e meu amorzinho vamos assistir um mangá chamado Another que tem pouco mais de 10 episódios, e depois Game of Thrones.

Ah não, pera, tem mais coisa, no domingo da Vunesp, fui na casa da minha amiga (a dos 67 acertos) pra pegar carona com ela, aí a mãe dela disse que eu estava muito magra, que tinha emagrecido demais já. Aí depois, a gente voltou de carona com o tio de outra amiga nossa e ficamos na casa dela um tempinho, a irmã dela disse que queria ser magrinha que nem eu, e mãe dela perguntou se eu era modelo hahahahaha. Ela disse que depois que a gente foi embora, a mãe dela ficou perguntando se eu era modelo e se eu era evangélica porque eu sou tímida, ok né.

Eu queria ser modelo, quem não quer? Mas sou muito baixa e gorda pra passarela, que é onde você não precisa ser bonita, e feia pra modelo fotográfica, então, vou levar a escola a sério de verdade no ano que vem e torcer para passar em engenharia de produção, se nada der certo, faço TI na Fatec que é fácil de passar, o foda é que não vou poder sair desse lixo de cidade, mas, a não ser que dê alguma merda no meu relacionamento, ainda estarei com o meu namorado e valerá a pena, só por ele.

Beijos *-*


segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Enem + Compulsão + Água

E ae, galera, como foram no Enem? Eu fui mal pra caralho hahahahaha, sei que a nota não é feita apenas pelo número de acertos, que tem aquela coisa de peso pras perguntas mais fáceis ou mais difíceis etc etc, mas o número de acertos significa alguma coisa, e no meu caso, significou que preciso estudar muito mais.

Eu fiquei muito mal com o resultado do primeiro dia e nem queria ir no segundo, acordei chorando domingo, mas beleza, fui fazer a prova, e adivinhem, não consegui terminar de preencher o gabarito, faltavam umas 15 ou 20 ainda, a moça não queria nem deixar eu terminar de colocar o título na minha redação. Resultado, fiquei chorando das 18:30 às 19:00 enquanto meu namorado falava que era só treineiro, que era pra isso que servia, se foder agora pra não se foder tanto depois, ter noção do tempo, fiquei chorosa por mais um tempo, mas aí a gente assistiu Breaking Bad (eu adoro essa série) e ficamos abraçadinhos e eu fiquei melhor.

Me pesei hoje, e, para minha surpresa, apareceu 47,5 kg no visor da balança, mas eu tive compulsão e... nem vou falar de números, porque comi muita coisa (kit kat, salgadinho, flan, fanta, pão, queijo), mas não vou miar, nem adianta agora, vou compensar amanhã e andar pra caramba e tomar chá verde.

Sobre a água, só queria compartilhar a felicidade de ter água em casa saindo das torneiras há 4 dias já. Estou tomando banho de chuveiro <3 que ostentação.

Enfim, meu dia de hoje foi cocô, fui no ensaio do concerto do dia 13 e descobri que tem um monte de partitura que eu não tinha porque o babaca do maestro (ele nem tem nenhum certificado ou diploma de música pra isso e se acha muito foda) não explicou direito o que ia ser feito, eu achei que eram só 2 músicas, mas não, são 5, sendo que são concertos e a gente vai tocar todos os movimentos, e são difíceis, ou seja tô fodida. Mas é a vida. Acho que nem vou também.

Boa semana *-* bjos







quinta-feira, 6 de novembro de 2014

48,3

É, estou engordando de novo, preciso parar imediatamente e retomar meu controle.

Tirei umas fotos ontem pra mostrar meu estado atual, estou uma leitoazinha ainda :C

Fui na psiquiatra hoje, ela receitou paroxetina, li alguns lugares que engorda e em outros que inibe o apetite, estou torcendo pra que a segunda informação esteja correta e amarei tomar esse remédio.

Nossa, aconteceu uma coisa muito bizarra hoje, eu estava esperando o ônibus com a minha irmã, ela de um lado da rua e eu do outro porque estava sol, aí um cara, com aparência de sujo, mas eu não fiz distinção, se aproximou como se fosse pedir uma informação, eu imaginei que fosse perguntar as horas ou sei lá, aí o cara chegou e me perguntou se eu era menino ou menina, eu fiquei com um mindfuck enorme, aí ele falou "ai, eu ia falar que menina bonita" e eu com cara de interrogação ainda, aí ele falou "se eu te der 20 reais, você dá uma volta comigo?", mas tipo totalmente bêbado e nojento, aí eu atravessei a rua, e ele ficou fazendo uns gestos obscenos e falando umas coisas que ninguém entendeu. Havia umas meninas na esquina com um menino, aí elas falaram pra eu me aproximar deles enquanto o cara ia embora. Gente, isso me dá muito nojo, de verdade, pela pergunta dele, deu pra perceber que eu estava até meio masculinizada calça jeans e camiseta largas, moletom amarrado na cintura e tênis pros padrões sociais de o que é ser uma mocinha e o cara vem e dá dessas, isso só mostra mais uma vez que não importa a roupa mesmo, machismo não se justifica por nada, quem é escroto é escroto de qualquer jeito. Eu desejaria a morte de pessoas assim, mas sempre pensei na morte como algo bom e não posso desejar coisas boas para gente assim.

Essa semana foi suave até, mas a semana que vem vai ser horrível porque:
Dias 8 e 9: Enem
Dia 10: Ensaio
Dia 11: Prova de matemática
Dia 12: Prova de Inglês
Dia 13: Prova de Física + Ensaio + Concerto
Dia 14: Prova de Filosofia
Dia 16: Vunesp

Tá ó, uma bosta que nem eu.

Hoje eu comi bolo de cenoura que minha mãe comprou pra mim e comi um pão. Eu tinha metas de não passar de 600 kcal, mas só nessa brincadeira já se foram as 600 kcal, então, já estraguei, mas minha janta vai ser uma maçã, pra manter meu metabolismo funcionando. Apesar de tudo hoje eu fui melhor que ontem, acreditem comi pizza e tomei coca ontem.


Amanhã vou sair com o meu namorado, vou no shopping, da última vez que eu fui no shopping com ele, eu comi 1000 kcal numa noite, mas eu já falei pra ele que ele não vai fazer isso comigo de novo, vou tomar só um suco anticelulite e comer uma salada.

Beijinhos *-*

As fotos de ontem o espelho tá sujão mesmo


Chanel Iman pra melhorar o dia <3





terça-feira, 4 de novembro de 2014

Oi.

03/11

Vou falar brevemente das cagadas que aconteceram na minha vida e tal, mas to me sentindo melhor apesar de tudo.

Prova de Biologia: tirei 5,7 (valia 10), agora vou ter que me matar pra tirar 10 na outra e nada menos que isso

Peso: Eu lembro de ter dito que estava com 47,8 kg, aí fui pra 47,6 kg, e depois pra 47,3 kg (porque passei muito mal no dia), mas eu tive compulsão e comi e agora to com 48,4 kg e não dá pra miar porque está sem água, água só com balde e fica foda assim.

Escola: ambiente que me deprime, esqueci de dizer, mas tem uma tal de prova geral na minha escola que pra avaliar todo o sistema de ensino, e eu fui muito mal na prova, muito mal mesmo, acertei 46 de 80, e tirei C+, eu só tinha tirado um C+ que foi logo quando eu entrei na escola com minha bagagem de escola pública que é muito inferior ao que os alunos de escola particular aprendem, mas depois desse C+ tinha sido apenas A. São duas provas dessa por ano, tinham sido 8 A's e o primeiro C+, eu desconsiderava, mas agora veio esse, eu me senti horrível, a pessoa mais burra do mundo, e já estou pensando em desconsiderar o curso que eu quero que é engenharia, e principalmente, vou desconsiderar o sonho de passar na USP, porque não vai rolar pra mim. Fiquei chorando a quinta-feira inteira e não tive coragem de ir pra escola sexta, felizmente acordei com o estômago ruim e minha mãe me deixou faltar depois de eu insistir muito. Vou estudar até ficar louca no ano que vem e foda-se.

Minha psicóloga disse que vai montar uma rotina junto comigo spoiler: eu não vou conseguir seguir e vou perder uma consulta fazendo essa merda, mas eu já montei várias e nunca dá certo.

Enfim, tá tudo uma bosta, mas eu não estou mais surtando, esse fim de semana tem Enem saco e eu vou tocar em um concerto dia 13 e preciso estudar bem as músicas, dia 16 tem Vunesp e dia 23 tem a primeira prova online da OBA, espero não morrer de cansaço e sei lá o que mais.

Beijos, florzinhas <3 Boa semana

Felice *------*



04/11

Tirei 7,5 na prova de literatura e, gente, isso é uma conquista porque eu tirei 5 no bimestre passado. Fui mal no simulado da OBA, mas acho que é pra isso que servem os simulados, se ferrar neles pra não se ferrar tanto na prova de verdade.

Minhas brigas com meu namorado por causa de política são as mais escrotas, a última dele foi que quem não vota não tem direito de apoiar um candidato (eu apoiei a Dilma - porque Aécio agressor de mulher não dá - nas eleições, mas não votei), aí eu disse "me desculpa, mas mais importante que votar é conversar e pensar sobre política, até porque tem gente que vota só porque o voto não é facultativo e nem sabe o que está fazendo, e eu acho que eu tenho o direito de apoiar um candidato sim, porque eu não votei porque não tirei meu título, se não precisasse do título pra votar, eu teria ido." Aí ele falou que quem apoia candidato é trouxa e é mais trouxa ainda e muito hipócrita se não vota. A gente ficou discutindo sobre isso e blábláblá, eu fiquei puta com ele porque ele é muito convincente no que fala e isso me dá raiva porque ele parece estar sempre certo. Ele ficou me olhando e disse que eu fico fofa brava, eu comecei a rir, disse que ele era um tonto e a gente se abraçou e depois começamos a falar sobre a repressão nas escolas em cima das meninas que não usam sutiã, e também das escolas que impedem as meninas (somente as meninas) de usar shorts.

Mas enfim, meu dia foi isso, comparei minhas medidas com as da minha irmã de 10 anos hoje, ela pesa 35 kg, e temos as mesmas medidas de cintura, coxa, pulso e braço, só minha perna que é 7 cm mais grossa que a dela (não sei como fazer pra perder perna, nunca some). Estou com 48,1 kg.

Beijinhos ^-^

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Hoje

Aqui estou eu de novo. Dessa vez melhor que ontem. Vamos ao relatório.

Vi a pessoa que mais me faz bem na vida e que está triste porque eu estou triste e porque os pais dele ficam enchendo o saco por nada. A gente tem conversado muito por causa dos meus problemas e eu acabo falando coisas sobre mim que o deixam triste, mas no fim das contas a gente fica sendo tonto junto e dá tudo certo.

Hoje a gente teve uma conversa que foi mais ou menos assim:

Ele: Eu não faço diferença na sua vida?
Eu: Faz.
Ele: Mas você está triste, e se você não está feliz comigo, pode me deixar, eu só quero te ver feliz, não importa como, só te quero bem.
Eu: Eu não vou te deixar, eu te amo.
Ele: Eu também te amo, mas você está triste e é culpa minha.
Eu: O fato de eu estar triste não tem a ver com você ou a gente, é algo meu, que ninguém pode resolver.
Ele: Eu queria poder ajudar.
Eu: Infelizmente, eu sou uma escrota, a não ser que você possa fazer magia ou me fazer nascer de novo, você só pode esperar isso passar.
Ele: E você espera que eu veja você triste, se ferindo e não faça nada? Eu não sou assim, você sabe.
Eu: Só espera.
Ele: Esperar você se matar? Não.
Eu: Eu não vou me matar, sou covarde demais pra isso, você sabe.
Ele: Você também não tinha mais coragem de se cortar.
Eu: Coragem eu tinha, mas eu tinha força de vontade de não fazer.

Silêncio. Mudamos de assunto.

No fim do dia, a gente já tinha conversado bastante, ele falou do que rolou com o pai dele que ficou cobrando dele se eu sabia que ele tinha ido almoçar com as amigas dele ontem, se ele tava me traindo, enchendo o saco e que ele não aguentava mais o ambiente familiar.

Eu fiquei melhor depois de a gente conversar, ele também, e depois falamos de outras coisas, como música e o EP da banda dele.

Ele me fez comer. Tomei um copo de suco de laranja, comi um Ferrero Rocher e tomei uma casquinha. Foi muito, eu sei, mas eu tento compensar.

Ah, gente, eu não odeio as amigas dele, nem conheço as minas haha, e elas parecem ser legais, e não tenho ciúmes dele porque eu confio nele. Acho que o eu senti ontem foi inveja delas mesmo, porque elas pesam 40 quilos e não têm acne e têm boa dicção e um cabelo bom e sedoso, já tinha as stalkeado e as idealizei (só não idealizei meu namorado antes de conhecê-lo porque o conheci pessoalmente e nunca tinha stalkeado ele), me senti infinitamente inferior e não quis cruzar diretamente com elas pra não me sentir tão mal ao ter que olhar pra elas com a minha cara de songa monga e meu peso de elefante.

Bom, é isso, gente. Furei o NF, só consegui 24 horas e uns 20 minutos. Pensei em começar outro, mas ia foder meu metabolismo e fiquei com medo de engordar ao invés de emagrecer, então decidi comer pouco hoje (na medida do possível), mas comer. 47,8 kg na balança. Minha meta era 47 kg, mas pode ser 43, né?

Boa Noite. Beijos ^-^





terça-feira, 28 de outubro de 2014

Always dying, not a smile, such a waste

Há muito tempo não me sentia assim e, quando digo isso, me refiro a tristeza e foco.

Bom, ambos estão maiores, consegui comer menos de alguns dias pra cá, e estou caminhando para 21 horas de NF minha meta é 40h, mas eu vou estragar , porém, tenho me sentido triste, não houve um dia em que eu não chorei, deixei de fazer os cupcakes, na minha cidade não tem água nem pra lavar a louça e tenho que ficar tomando banho de balde, estou totalmente sem dinheiro, e tenho tratado mal todo mundo que eu amo, eu não queria fazer isso, mas é tão involuntário.

Hoje, meu namorado foi almoçar com umas amigas dele, ele disse que elas queriam me conhecer e eu já tinha dito que não ia e não fui. Eu sei o porque que eu não fui, mas estou em dúvida, não quero admitir que tenha sido mais que o simples fato de estar me sentindo um lixo maior que o normal e que possa ser ciúmes, eu não quero, não pode ser isso, eu não sou assim. Mas é que elas são tão lindas e eu sou essa merda andante que só queria ser levada pela água da descarga.

Passei o dia lendo e pensando se ia encontrar com eles ou não, na verdade, vi eles de longe umas duas vezes, na segunda meu namorado ficou gritando meu nome, enquanto as amiguinhas dele riam, e eu saí correndo falando que estava atrasada, mas não, eu só não queria ficar com eles, eu ia estragar, porque eu estou uma merda e meu rosto está uma merda (pra quem não sabe, eu tenho acne pra caralho), e não fui, não sei se me arrependo, bom, estou mantendo meu NF e vi 48,4 kg na balança, não me arrependo, nem disso, nem dos risquinhos vermelhos recentes no meu pulso, definitivamente não me arrependo.

Eu passei o dia inteiro ontem procurando técnicas de acabar com a acne, dietas, vitaminas, vendo preço de isotretinoína, eu queria muito tomar, mas todo mundo me julga, fala que minha acne não é tanta assim, que não precisa e que dá depressão e eu vou me matar porque já tenho depressão, e eu só queria falar que eu sinceramente não dou a mínima se eu morrer ou não, eu só queria ser bonita uma vez na vida, eu daria qualquer coisa, faria pacto com o satã, venderia meus órgãos, qualquer coisa.

Eu estou indo na psicóloga tem uns 6 meses já, eu não gosto dela, sérião, só piorei com ela, ela fica me fazendo perguntas que se eu soubesse a porra da resposta ou como resolver, eu não estaria lá. Mas enfim, a gente passa por isso, ela me encaminhou pro psiquiatra, e considerando que eu perdi peso e voltei a me cortar, vão me tacar antidepressivo de novo.

Eu devia ter guardado e guardar pra mim toda a minha desgraça, ter cortado lugares que as pessoas não pudessem ver, mas eu não consigo eu preciso ver e sentir os cortes e o sangue e o braço é uma região do corpo que me proporciona isso. Não consigo deixar de compartilhar com o meu namorado o quanto eu me odeio e o quanto ele é louco e deveria ir viver a vida dele direito com alguém de verdade, uma pessoa bonita, com boas ideias, facilidade de comunicação, talento, alta, magra, branca, loira de cabelo liso e que tivesse amor e gosto pelas coisas, porque eu só vou ficar mais triste, eu só queria morrer sem sentir culpa, sem ter feito promessas que eu não consigo cumprir, pra ele, pra minha mãe, pro meu pai, pros meus avós e pra mim mesma.

Tem doído muito acordar de manhã e ter que me olhar no espelho, às vezes é melhor nem tomar banho que ter que me ver nua, meu reflexo nos vidros dos carros na rua só me lembra como eu queria estar sangrando com a cabeça esfarelada debaixo das rodas de um deles se bem que isso seria exposição demais, as pessoas me olhariam, mesmo morta, eu ia passar vergonha, como sempre.

Enfim, eu deveria ficar menos tempo longe daqui, assim não escreveria esses textões. Desculpe a quem leu. Desejo uma boa semana.

Kaya <3




segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Oe

Oi, gente. Voltei depois de uns meses.

Hoje eu estou bem porque vi meu amor e ele sempre me deixa bem, até me faz esquecer das coisas.

Bom, tenho algumas novidades. Desde a última vez que postei aqui, eu ganhei duas medalhas em Olimpíadas Acadêmicas, ambas de prata, uma nas Olimpíadas de Língua Portuguesa realizadas pelo Sistema Etapa e outra na Olimpíada Brasileira de Astrofísica, nas qual me classifiquei para as etapas de seleção de alunos para as olimpíadas internacionais, e sabem o que isso quer dizer? Mais provas, como se não bastassem as semanais na escola, mas a gente se acostuma ou tenta, pelo menos.

Estou vendendo cupcakes na escola pra tentar ganhar dinheiro, já que não tenho tempo para trabalhar, mas não tenho tido lucro, eu não posso vender cupcakes com preços maiores que os salgados da tiazinha da cantina senão ninguém compra, aí eu me fodo, e nunca ganho mais de 35 conto em dois dias, mas já me acostumei a ficar sem dinheiro.

Estou devendo 85 reais pra minha mãe porque comprei roupas, e tenho que pagar 70 reais na Vunesp, e pra piorar, vou para o Petar e não tenho as roupas adequadas e grossas para que eu não seja comida por insetos assassinos ou sei lá, ou seja, vou morrer.

Não tenho comido pra não ficar sem dinheiro, só como quando pagam pra eu comer e olha lá, depende se estou bem ou não. Aumentei minha ingestão de água e estou tentando comer menos sem muito sucesso, mas estou tentando.

Enfim, estou fodida, sem dinheiro, só tenho provas e mais provas e nem estou no terceiro ano ano que vem vou surtar, e pra deixar tudo melhor ainda, estou de castigo, só vejo meu namorado, a única coisa que me faz bem, escondida e assim vamos caminhando.

Bom, não vou comer o resto do mês, porque vou comprar uma calça que vi na Marisa por 29,90 e achei linda, vermelha com taxinhas, ela é 34 deve ser um 34 grande porque serviu em mim e tal, e está apertada, portanto preciso perder mais peso pra ela ficar boa.

É isso. Estou com 49,3 kg, minha meta era 48 kg, mas estou visualizando um 47 kg como nova meta, quem sabe.

Enfim, beijos, borboletas *---*

Mozão, Violet E. <3

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Untitled

Eu sinto cada vez mais falta do que minhas pequenas vitórias com a Ana me faziam sentir, uma súbita sensação de algo semelhante a utilidade, era bom.

Tenho me sentido mal comigo, como se fosse novidade, mas tipo, eu tenho pessoas perto de mim, e sinto o amor delas, e as amo, e fico mal, não entendo o porquê, eu não deveria ficar mal, é injusto com elas, principalmente com ele.

Eu fico nessa maldita oscilação de humor, quase sempre no meio termo, é como um gráfico, geralmente fico no (0;0), mas então meu humor tem picos na parte positiva e na negativa, e sei lá, isso é normal, mas eu me sinto sozinha, fraca, sem o mínimo de esperança e querendo muito que passe, mas sei que isso não é só comigo, não mesmo.

Eu sinto falta do meu escape. Minhas cicatrizes estão sempre aqui pra me lembrar como aquilo me deixava melhor. Hoje em dia, nem sei se faz, eu continuo chorando, mas a sensação continua sendo agradável.

Sinto falta do meu baixo IMC, dos meus 45 kg, me dizem que é errado, mas por que algo que me faz bem é errado? Como pode ser se me faz bem?

Sei lá, às vezes eu fico assim e sabem, eu estou cansada de cansar as pessoas comigo e meus problemas inúteis, eu tenho tanta coisa, não deveria sentir, mesmo que às vezes, como se não tivesse nada, é horrível e egoísta da minha parte.

Enfim, eu falo, falo, falo, mas como toda inútil de respeito, nunca faço nem consigo nada, e vou ficar nessa pra sempre, nada nunca estará bom, eu nunca estarei bem, eu sei, eu me conformo, eu preciso me conformar.

Aliás, hoje descobri que tenho as medidas de uma modelo plus size. Tomara que parem de encher meu saco falando que eu sou magra, quando não sou, agora que sabem que tenho medidas king super fat plus size.

Ah, sempre acabo por sair do foco desse blog, que era meu corpo em si, mas sei lá, acho que a mente está totalmente ligada ao corpo e tal. Mas..., enfim, eu acho que cresci 1 cm, mas não tenho certeza e da última vez que me pesei (domingo a noite), estava com 51,1 kg. É isso. Até mais.







sábado, 24 de maio de 2014

Untitled

Fiquei muito tempo sem entrar, algumas coisas aconteceram, minha vida mudou um pouco. Sinto por não ter entrado nos blogs de vocês, mas eu me abstrai, tentei ao máximo deixar de lado tudo o que me fazia mal, tentei. Eu nunca estive plenamente bem, nunca. Mas agora parece que tudo voltou, eu estou perdida, fracassada, implorando pra que tudo isso acabe, e com muito medo. Enfim, não espero que alguém vá ler, nem percam seus tempos. Meu blog inicialmente seria mais relativo ao meu corpo/peso, então, vou dar um parecer sobre isso, ambos estão um lixo, eu continuo gorda, feia, ridícula, inútil e nojenta.
Desejo a todos um bom sábado. Bjos.