"Erros devem ser apagados" (Eu sou um erro)

Oi, estou triste hoje, mais do que o normal. E também estive triste ontem. Não lembro o último dia em que não chorei ou não quis morrer.

Não me controlei muito bem na casa da minha amiga, comi 2 coxinhas, umas delas, minha amiga literalmente enfiou na minha boca, 1 salgadinho assado de frango, 1 copinho de brigairo, e 1 pedaço de bolo que a mãe da minha amiga deu na minha mão, fiquei meio assim de recusar, mas não comi inteiro. Cheguei em casa e comi panettone e iogurte

Hoje me entupi de mcfritas no shopping, e ainda vi uma menina que me humilhou só de estar no mesmo espaço que eu, porque ela era magra, alta e linda, e eu sou essa coisa, essa criatura meio humana, feia, baixa, gorda e mal-arrumada.

Ontem caiu um temporal aqui na minha cidade, e eu estava na rua, fiquei encharcada e ainda caí em público, foi horrível, quis morrer, pensei que seria melhor ter caído pro lado da rua e não da calçada, porque, pelo menos, um carro poderia amassar a minha cabeça e me apagar de vez. Andei por 3 horas.

Pelo menos, antes de ontem, ontem, e, acho que, hoje vou terminar a conta não passaram de 2000 cal, e eu não tomo refrigerante há um tempinho, e oportunidade não faltou. Pelo menos isso. Continuo triste.

Sinto como se... eu fosse um erro e fosse minha obrigação me apagar, afinal, é o que se faz com os erros, a gente apaga eles, tenta esquecê-los, não é?

Eu sou inútil, todos estão cansados de mim, das minhas frescuras, inclusive eu.

Peso ontem:
-antes de tomar chuva: 51 kg
-depois de tomar chuva: 51,2 kg

Peso hoje:
-antes de almoçar: 50,6 kg
-depois do almoço e do arroz doce da minha vó: 51,1 kg

Texto de 8 de janeiro:
"Estou cansada, cansada de decepcionar as pessoas, minha mãe, eu; cansada de ser essa inútil. Eu apenas imagino uma arma na minha cabeça, no meio da minha testa, e, então o gatilho é puxado, e eu me liberto, me liberto de toda essa merda, de toda essa merda que eu sou. Mas eu sei, eu admito, uma arma é dramática demais; então outro pensamento povoa minha mente, eu jogada no chão, junto a uma poça de sangue, sangue este, que escorre do meu pulso, porque eu cortei tão fundo que atingi um tendão, e eu sangro e observo cada milílitro que sai, imagino, observo, sangro, observo, fecho os olhos, me liberto..."

Texto de 10 de janeiro:
" "Cortem os meus pulsos, e deixem-me sangrar;
Atirem-me na água, e deixem-me afogar;
Joguem-me no fogo, e ouçam-me gritar;
Explodam minha cabeça, e eu vou libertar."

(Pensamentos que passam pela minha cabeça, e eu preciso escrevê-los)"


Texto de 12 de janeiro:
 Escrevi a mão, mas passei pra cá, porque tentei tirar foto mas ficou péssima. 
"Morrer me parece tão fácil, algo tão pacífico e a cada dia mais atraente e que, ao mesmo tempo, tem me dado medo.
Não posso mentir, dizer que isso não passa pela minha cabeça, todo dia, pelo menos uma vez. Não posso dizer que estou bem, aliás, não queria fingir estar, mas é o jeito mais fácil, já que quero evitar perguntas e mágoas; não queria deixar as pessoas que amo trister ou preocupadas. Sim, eu me sinto culpada; Sim eu ainda quero cortes novos e frescos no meu braço; mas, sim, eu quero parar de me cortar, eu quero ser feliz, mas me deixa muito triste saber que estou tão longe da minha felicidade, pois vou sempre ser eu, e, eu posso até emagrecer, eu sei que posso, mas há coisas que nunca vão mudar, nunca, e isso me angustia, me deixa arrasada, sem esperança, na vida, em mim.
Eu preciso me ajudar, mas ao mesmo tempo, eu quero e não quero melhorar, eu quero viver para evitar uma situação para as pessoas que vivem ao meu redor, não por minha causa, e, isso não é bom. Só queria me sentir menos culpada, por tudo.
Não aguento mais.
'FORTE/VAZIA/MAGRA' "


Texto de 17 (hoje) de janeiro:
Oi. Como vão??

Da hora ir no shopping e ver uma garota alta, magra e linda, dizendo que precisa engordar, que quer engordar, mas não consegue; a única coisa em que eu conseguia pensar era em dizer:

"Ei, você gostaria de cuspir na minha cara e me chamar de gorda? Ou melhor, por que eu não deito no chão, e você me chuta e me pisoteia, mas, por favor, faz isso com muita força, para eu sangrar bastante por dentro e por fora, quem sabe a minha gordura não sai junto, né?"

(Tirei essa foto. Está horrível, mas é a única que consegui)


 "Ela está sozinha novamente,

Limpando as lágrimas de seus olhos.

Alguns dias ela sente como se estivesse morrendo.

Ela está tão enjoada de chorar."
(Extraordinary Girl - Green Day)





Comentários

  1. Homm linda
    Vc se controlou, foi bem.
    Eu não acredito que essa menina limda disse isto, deitei na BR kkk
    Tire estes pensamentoss de mortes, e deus me livre de um carro passar por vc,não fale mais isto.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. AHH
    OBRIGADA E MAIS OBRIGADA POR TUDO MESMO
    CADA PALAVRA TUDO
    ESTOU BEM, A CADA DIA MELHORO UM POUCO, E ASSIM VOU INDO
    OBRIGADO
    BEIJOOOS SE CUIDA

    ResponderExcluir
  3. Oiii ..... vish que baixo astral guria : ( talvez eu possa ajudar , eu tava pensando em começar um desafio .... sabe pra unir o pessoal e animar as gurias , talvez vc si sinta mais animada tbm ..... só que como eu comecei o blog agora tem pouca gente e tals ... então tu gostaria de participar de um desafio? Acho que fica mais legal se tiver muita gente sabe : ) Bem se vc quiser participar passa no blog e comenta no ultimo post se tu quiser participar , só pra eu ter uma noção Bye Bye ^^ (http://la-luna-mia.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Gorda Baleia Saco de Areia

Fluoxetina

Sdds Money