Era uma vez... A GORDA FRACASSADA

Oi, tudo bem? Eu sou a gorda fracassada, aquela que comeu mais de 2000 calorias por mais de 7 dias seguidos, aquela que deve estar com no mínimo 52 kg, aquela que tem chorado todos os dias, aquela que já não aguenta mais.

Dia 8/01 - Minha avó nem veio em casa, mas eu ataquei bolo e macarrão, vergonha de mim.
Dia 9/01 - Acordei e ataquei bolo. Fui na casa da minha avó, torta, sanduíche e refrigerante, dormi lá porque ela havia marcado psicóloga para mim. Peso: 51,6 kg.
Dia 10/01 - Acordei e comi pão e leite com chocolate. Fui na psicóloga, contei muita coisa para ela, talvez até coisa demais, mas eu precisava contar, falar, desabafar, chorar, e minha avó pagou 80 reais na consulta, o mínimo que eu poderia fazer é tentar melhorar. Depois almocei. Quando cheguei em casa ataquei o armário e a geladeira.
Dia 11/01 - Fui na casa da minha amiga, tomamos sorvete à tarde. Peso: Eu nem tinha fracassado tanto, mas minha pediu pizza, conclusão, 2 fatias de pizza = + 1000 calorias no total do dia.
Dia 12/01 - Tomei café com a minha mãe, chocotone e cappuccino. Fui para São Paulo.

Os estragos de São Paulo nem foram  tão grandes, passaram de 2000 porque minha avó me obrigava a comer, e eu não queria que ela pensasse que eu estou com problemas.

Estou tomando uns remédinhos para amenizar minha ansiedade, não senti nenhuma diferença ainda, choro, quero morrer, quero me cortar, sei lá.

Dia 12, quando minha mãe foi  me acordar, ela se deitou comigo na cama e me abraçou

(Silêncio)
Mãe: Filha, por que você quer morrer?
Eu: Porque eu não gosto de mim.
Mãe: Você é tão egoísta, eu gosto tanto de você (chorando).
Eu: Me desculpa (chorando).
Mãe: Por favor pára com isso, não faz nada de mal contra você não, eu sei que não tenho te falado com frequência, mas eu já te disse, sem você eu não seria o que eu sou hoje, pára com isso, se você desaparecer, eu não sei o que vai acontecer comigo, eu vou desabar, por favor. Me desculpa ter te batido aquele dia (o dia que eu tomei vários comprimidos).
Eu: Não fiquei magoada com você, eu prometo nunca mais fazer aquilo, eu prometo.

(Queria não ter prometido)

Queria não ter uma mãe, uma família e amigas tão maravilhosas. Sinto-me pior.

É só isso, vou me pesar hoje, comecei uma dieta que eu planejei, mas tenho o aniversário de uma das minhas melhores amigas, e a chuva também melou meus exercícios, fora que tenho várias coisas para fazer.

Vou seguir a dieta normal, e só vou fazer a caminhada mesmo. E me controlar na casa da minha amiga.

Bjos, depois passo aqui com mais tempo, posto umas fotos que tirei hoje, e uns textos que tenho escrito, muito parecidos aliás, isto tem me cansado.


Fiz hoje minha bonequinha:


http://www.modelmydiet.com/






Comentários

  1. Nossa que conversa ... senti a dor dela nas palavras.
    ...
    Dia melhores virão.
    Parece que esta sempre rodeada de amor ...
    Mais esse amor tem um preço a pagar .. comer mais que o normal.
    Para deixar quem amamos felizes ... se eles soubesem o que fazemos para nos livrar da culpa ..
    Beijoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, um preço caríssimo, muitas dúvidas, lutas constantes, mas a culpa é toda minha, eu que não consigo ser normal e estou afetando todo mundo com isso. Queria reverter tudo isso.

      Obrigada pela força, bjos e força pra ti também. :)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Gorda Baleia Saco de Areia

Sdds Money