Páginas

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

J de Jumenta

A vida está uma bosta. Compulsões, 53 kg, foda-se as provas, é melhor dormir e não acordar, o ódio cada vez maior, minha mãe cada vez mais puta comigo, eu querendo me cortar, ela querendo contar pro meu pai que eu me corto, ela querendo me levar no psicólogo e no psiquiatra...

Preciso me concentrar, poxa, eu já tive 45 kg, e posso ter de novo e depois menos e menos e menos e menos e, enfim, algo perto da PERFEIÇÃO. Preciso da Ana cada vez mais forte, preciso que ela seja a minha mente.

Posso ser louca, mas eu gosto dos meus cortes, gosto da loucura, gosto de quando falo sozinha em voz baixa:

" Não coma, não coma, não coma, NÃO COMA.

Você é um lixo, um pedaço de bosta. 

Sua gorda escrota, fracassada. 

Você não merecia estar viva, apenas pessoas perfeitas deveriam viver, por que você ainda vive? 

A covardia não te deixa se matar ou será que no fundo você ainda mantém alguma esperança de um dia ser algo que possa se comparar a uma pessoa.

Pare de se iludir, ninguém te ama, as pessoas têm dó de você, ninguém nunca vai te amar, você vai morrer louca e sozinha. "

Gosto do sangue escorrendo, ardendo, abrindo, rasgando minha pele.
Amo o ódio que sinto de mim e toda a minha banha, e a minha pouca altura, e a falta de talento e TUDO em mim. 

Por que é tão difícil ser feliz? Por que eu devo acreditar que existe um Deus?

Tenho estado cansada de tudo. Todo dia penso em misturar qualquer coisa, como água sanitária e acetona, e paracetamol e veneno de barata e xampu pra piolho e anti-concepcional, e beber, mas nem pra me matar eu sirvo.

Eu não deveria temer a morte, se eu odeio a vida, então, por que eu não consigo me matar?

*Eu tenho: 1,66 e 53 kg (imc=19,2)

**O que eu quero: 1,72 e 46 kg (imc=15,5)

***O que é provável: eu não vou conseguir nada e vou morrer ficar gorda e baixinha.

Eu tento passar para as pessoas que sou tipo "foda-se" pra tudo, mas a verdade é que me importo com tudo, mas não faço nem metade e isso faz eu me sentir como um nada.

Ultimamente tenho pensado em emagrecer até 27 kg, sei lá, mas eu não consiguiria algo assim, nem sei se as pessoas da minha família me deixariam chegar a tanto, ou se eu mesma iria aguentar, mas estou obcecada por pequenos numerozinhos.

Acho que já desabafei demais, amanhã será um novo dia e eu vou ser forte, preciso sair da casa dos 50 kg. Preciso lutar pela minha perfeição.


NÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVO
COMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃ
ODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCO
MERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃOD
EVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOME
RNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEV
OCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERN
ÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOC
OMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃO
DEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOM
ERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODE
VOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMERNÃODEVOCOMER








domingo, 16 de setembro de 2012

I de Idiota

Nossa, fiquei sem postar por bastante tempo. Alcancei uma meta ontem, a dos 52 kg, mas pus tudo a perder ontem e hoje, então nem vou marcar; estou me sentindo um lixo e quero comer tudo; vou fazer caminhada e alongamento, no fim da tarde, e alguns exercícios em casa ainda, e quando chegar da caminhada o máximo que comerei será uma fruta ou salada, juro.

Contagem de peso:
Dia 6: 52,7 kg
Dia 8: 53,8 kg (Compulsão)
Dia 11: 52,5 kg
Dia 12: 52,4 kg
Dia 13: 52,6 kg (à tarde) e 52,3 kg (à noite)
Dia 15: 52

Vou me pesar de novo na quarta, tomara que consiga uns 51,5 kg, vou ser forte, eu quero muito isso e eu vou conseguir.

Amanhã retomo a dieta com força total, estou pensando em iniciar a SGD, vamos ver se consigo...





domingo, 2 de setembro de 2012

H de Horrorosa

Gente, é como me sinto todos os dias, horrorosa. Ontem chorei tanto e comi tanto chocolate e fiquei pior porque não consigo miar, eu tentei e tentei, mas minha mãe estava em casa e ia fazer muito barulho, tentar com mais força e sei lá.

Fui numa festa ontem, fiquei negando comida lá o dia todo, mas acabei comendo bolo e doce e, não satisfeita, cheguei em casa e comi pão. Foi tão horrível lá, eu não gosto de festa, porque em geral eu não gosto de aglomeração, ainda mais aglomeração de pessoas escrotas. Teve piscina lá, mas eu fiquei só olhando, porque, na minha opinião, gorda não merece se divertir; ela tem que ficar olhando as magras e desejando ser magra, pensando em como ser magra, tomando vergonha na cara para perder toda a banha, mas enfim, tinha uma garota lá a L, ela é tãããooo linda, mais alta que eu (acho que ela tem 1,72, mais ou menos) e tão magrinha, as pernas tão fininhas, e os ossinhos na cintura, ahhh como eu queria ser como ela. Tinham outras thinspos lá também, mas ela é a maior.

Sou tão horrorosa, por dentro e por fora, tão ingrata, tão filha da puta, tão infeliz, tão feia, tão gorda, tão baixa, tão fraca, tão covarde, sabem, eu só queria extravasar, contar pra alguém próximo tudo o que eu sinto, contar que quero morrer todos os dias, contar o quanto me sinto inútil por não ter coragem para isso, contar que todos os meus sorrisos são falsos, e na verdade eu nem sei o que é um sorriso verdadeiro, contar sobre a Ana, sobre mim, sobre tudo. Mas não posso porque as pessoas costumam não aceitar o que elas não entendem, então vou guardar tudo para mim, sempre.

Essa semana eu só consegui fazer a dieta por 2 dias, e hoje estava tudo indo bem, mas ultrapassei 100 cal do número de calorias que era, então hoje já não conta. Os outros dias, foram compulsões das bravas acima de 2000 cal, mas apesar de ser uma inútil, ainda tenho alguma esperança de emagrecer.
Bom, até mais, bjos.

"(...) Linhas quebradas através de meu espelho
Mostram meu rosto, todo vermelho e ferido
E embora que eu tenha gritado e gritado, bem, ninguém veio correndo
Não, eu não fui salva, eu não fui salva por você

Não deixe a água te afundar (...)"

(Under The Water - The Pretty Reckless)