Páginas

sábado, 16 de abril de 2016

Sdds Money

Oi, como vai? Me afastei por um bom tempo e isso não é uma volta definitiva, é apenas um desabafo porque preciso falar, mas não posso jogar em cima das pessoas que me cercam, não precisam ler, não precisam comentar, não precisam nada.

Resumão:
Não passei na USP, nem na Unicamp, Passei na UFSCar em Engenharia de Produção, o trote foi meio escroto e eu odeio a maioria dos veteranos. Já estou indo pra faculdade há mais de um mês. Tive duas provas. Fui mal nas duas. Não, eu nunca aprendo com meus erros.

Fui no Lollapalooza, vi o Tame Impala, e esse provavelmente vai ser o ponto alto do meu ano e por que não dizer de toda a minha existência. (Não paguei meu namorado ainda, me sinto uma bosta por isso)

Não tenho dinheiro, estou dependendo da minha família e odeio isso porque vou completar 18 anos e nunca trabalhei, meu dinheiro da poupança que era pra eu tirar carta tá quase acabando, eu ainda não paguei o Lolla e não vou na exposição do Tim Burton que estou esperando desde 2014.

Preciso aprender a estudar.

Tenho pensado muito em suicídio, mas o medo me impede de fazer algo. Eu tenho muita vontade de tomar todos os comprimidos que eu tenho guardados, uns 70, mas e se meu corpo resistir e eu ficar mais feia e retardada, dando trabalho?

Uma menina que estudou comigo morreu antes de ontem, me senti uma pessoa horrível por desejar minha morte, mas o desejo mais forte que eu. A coragem obviamente não é, senão eu não estaria aqui escrevendo esse monte de merda.

Falando em remédios, é o sétimo que tomo, ele me faz dormir demais e perder aulas, acho que vou parar. O anterior me fazia dormir em pé. E antes ela tinha me passado um caro, mas eu pedi pra ela trocar. E antes estava tomando fluoxetina, que eu achava massa, mas ela me achou muito blasé e trocou, pude ver ela escrever na ficha "está mais blasé do que nunca".

Enfim, fiz uma listinha das coisas que eu queria, e morrer é a mais sensata e alcançável. Eu deveria tentar mais vezes.

Meu peso está algo aproximado de 49 kg. Estou usando 34. Como? Não sei, acho que as roupas aumentaram. Falei meu peso, mas obviamente esse não é mais um blog sobre isso e sim sobre minhas crises de tristeza e ansiedade.

Às vezes eu fico com falta de ar de ansiedade, seria ótimo se ao invés de passar, me matasse. Mas sempre passa, pra voltar de novo.

Enfim, acho que tem me deixado mais frustrada é a falta de dinheiro mesmo, mas não sei o que fazer pra ganhar alguma coisa. Sempre que eu acho uma vaga, que não pede experiência comprovada, é em período comercial e minha faculdade é integral. E as noturnas são de porteira de condomínio, auxiliar de cozinha e limpeza, pra que pedir experiência? E se eu estiver afim de aprender? Custa me ensinar?

Era só isso mesmo. Bjos de luz *-*


quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

99% inútil escrota, mas aquele 1% também

Aproveitando-me de um dos memes do Safadão pra dar título ao meu post, porque tem sido umas das coisas que tem feito minha vida fazer sentido ultimamente. Sim, acabei de falar que minha vida tem tido sentido por causa dos memes do Wesley Safadão.

Enfim, se me lembro bem, a última vez que postei algo aqui foi dia 25 de novembro e estava esperando o resultado do concurso de bolsas da Facens. Bom, consegui os 75%  (que era o máximo oferecido) de bolsa pra engenharia de produção, fiquei com uma nota tão alta que até eu me assustei. Como a Unicamp modificou o gabarito de uma questão, eu acertei 69, não 68 como havia dito. Aliás, saiu a relação de convocados pra segunda fase, eu passei pra segunda fase, mas isso não quer dizer nada. Inclusive, eu não sei o que é pior, não passar pra segunda fase ou passar, e depois não passar em curso algum, porque você perde um puta tempo da sua vida pra nada.

Eu fui no ginecologista dia 26 de novembro pela primeira vez. Descobri que tinha um nódulo (que, aliás, é meio grandinho, não sei como não tinha visto antes) no seio esquerdo e fiz papanicolau (que negócio horrível).

Enfim, dia 29 de novembro foi minha tão querida Fuvest (quase que eu não consigo entrar, fiz a prova inteira com vontade de fazer xixi porque fiquei com medo de sair e não dar tempo de fazer a prova, fui a antepenúltima a sair da sala, fiquei tão atordoada que perdi meu RG, a semana que se seguiu foi bem emocionante, porque eu tinha vestibular no dia 6), acertei 61, porém, como uma questão foi anulada, se eu não fiz nada errado no gabarito, minha nota foi pra 62. E a nota de corte (saiu na segunda-feira)?? 60. Aeeee, passei raspando. Agora aquele bando de macho asiático vai chutar meu cu na segunda fase porque o terceiro dia de prova é por carreira e, como eu escolhi engenharia na POLI, vai ter apenas matemática, física e química, que são matérias que eu gosto, acho interessantíssimas, mas não me dou bem o suficiente pra acertar uma questão inteira numa prova como essa.

Dia 4, eu percebi que tinha perdido meu RG, e eu tinha ultrassom de mama e ultrassom transvaginal (detalhe que eu menstruei nesse dia, como se já não bastasse fazer um exame zoado, ainda fiz menstruada). A moça mediu o tamanho (que eu não lembro agora) do nódulo do meu seio, disse que era benigno e agora eu tenho que voltar no médico pra ele resolver o que fazer em seguida. Levei uma identidade falsa pra fazer o exame, nem perceberam. Mas pros vestibulares tive que fazer um BO e tirar foto 3x4, Essa brincadeira de perder o RG me custou 70 conto, muito bom, viu? Recomendo.

Dia 5 desse mês fiz a prova de bolsa do cursinho da minha escola, consegui 100% porque fui quem acertou mais. Hoje eu fui lá com a minha mãe pra assegurar minha vaguinha, porque é sempre bom, né.

Dia 6 tive vestibular da Facens, que já saiu o resultado, eu passei, porém estou encucada com uma coisa, eu mudei o curso, esperando que a bolsa fosse mudar também, afinal eles me davam 5 opções e é uma faculdade particular, não esperava grande burocracia, porém, a bolsa não muda, então, consegui bolsa em Engenharia de Produção, mas passei em Engenharia Química. Agora preciso resolver isso lá. Tive vestibular da Fatec no mesmo dia, o resultado sai só em janeiro, mas eu com certeza passei porque todo mundo passa lá.

Fui ver meu cachorrinho no sábado, foi meio que uma surpresa que a minha mãe fez pra mim e pra minha irmã, ele parecia bem. A moça que está cuidando dele, disse que ele quase morreu há uns dias atrás. A gente perguntou porque ela não ligou, disse que formatou o celular dela e perdeu todos os números, deixei meu número com ela, pra ela ligar quando acontecer algo assim. Fiquei muito preocupada com ele, eu tinha planos de pegá-lo quando eu fosse morar sozinha, mas ele tem 8 anos já, e não faço a mínima ideia de quando vou conseguir ter algo de verdade na minha vida. Queria muito cuidar dele, logo ele vai ficar velhinho e precisar de mais cuidados. Mas não sei até que ponto seria bom pra ele também, porque lá onde ele está tem um espaço enorme pra ele correr e brincar, e outros cachorros, e em casa, tem um quintal que não é lá essas coisas, e seria apenas ele, porque a Hannah fugiu e eu nunca mais soube dela. Torço pra que alguém a tenha encontrado e cuidado dela, assim como a gente fez em casa, porque ela é tão linda e tão dócil, é impossível não amar.

Fui numa festinha, no domingo, de uma amiga do meu namorado. Eu era a pessoa mais nova lá. O pessoal todo já vai pro segundo ou terceiro ano de faculdade ano que vem, todos cursando uma pública, medicina, arquitetura, etc. Me senti deslocada. Enchi o bucho de comida. Antes da comilança, eu havia me pesado, 47 kg, comendo um pouco menos, logo eu chego nos 46 <3.

Gente, mudando de assunto, esses dias percebi que eu nunca mais, nunca mais mesmo, quero comer carne na minha vida. Só isso mesmo.

Ah, ri horrores com a carta do Michel Temer à Dilma.

Hoje é dia 17 de dezembro e eu ainda estou indo pro cursinho, o detalhe é que o pessoal que é do cursinho mesmo desistiu, só está indo eu e mais duas pessoas da minha sala pra revisão pra segunda fase (eles ofereceram aulas de revisão pra quem estava no terceiro ano do ensino médio do colégio parceiro, e no caso, eu estou no terceiro, caso alguém fique confuso com essa história). Estou encantada com esse doodle do Beethoven <3.

Me pesei ontem: 47,1 kg. Mas como comi muito de ontem pra hoje, só vou me pesar segunda-feira pra não ficar tão triste.

Só pra avisar, agora tenho wi-fi FINALMENTE, então logo que passar essa loucura, entro nos blogs pra me inteirar da vida de vocês, sinto muita falta desse espaço, mesmo participando de grupos feministas ou sobre depressão no facebook, há amigas e conhecidas minhas lá, e não me sinto completamente à vontade pra expôr tudo assim, na verdade nunca expus nada, tenho medo que as pessoas me enxerguem diferente, quer dizer, mais diferente ainda, porque estranha eu já sou; prefiro o anonimato.

Amanhã vai ser uma loucura: cursinho de manhã, matrícula na faculdade a tarde (eu vou ter que ir de ônibus com a minha mãe - ela tirou carta em fevereiro desse ano, mas ainda se sente insegura no volante), e a noite, formatura do meu namorado - eu comprei um sapato de salto e aposto que não aguento 5 horas em cima dele. Aliás, preciso fazer minha unha ainda hoje.

Sábado tem concerto de natal no shopping da minha cidade e star wars depois.

E domingo, tem Orquestra na Rua em São Paulo - ou eu vou ficar bêbada na casa de outra amiga mais velha do meu namorado, que ele não conhece pessoalmente, só se falam pela internet. Essas amizades às vezes me deixam insegura, mas tudo me deixa insegura, fora que a maioria das amigas dele são comprometidas, e ele já terminou comigo uma vez, acho que eu encararia melhor uma segunda vez. Mas sei lá, eu sinto que ele gosta de mim, talvez ele não goste e eu sou muito iludida, de qualquer forma... sei lá.

Bom, como minha vida na internet tem se resumido a vídeos de bichinhos, memes do Safadão e gifs do Jão Travolta, fiquem com esse, que expressa minha atual situação financeira.


* Beijinhos de luz *

(Desconsiderem os erros de português, eu sou/estou lesada - eu sei que é "para", não "pra", mas não consigo escrever sem essa marca de oralidade aqui)






quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Chatices

Desculpem o sumiço. Esse meu último mês tem se resumido a fazer vestibular e vegetar. Tem dia que não entro nem nas redes sociais, entrar aqui é ainda mais difícil porque tem que ser em momentos em que eu esteja sozinha.

Meu último post foi sobre o hello darkness, my old ENEM, disse que tinha acertado 131, talvez 136 por causa das divergências com os gabaritos não oficiais. Corrigi com o oficial, acertei 133. A não ser que eu tire 920 ou mais da redação (ou que os meus concorrentes tenham ido muito pior que eu), as chances de eu ficar na lista de espera pra ser chamada na última chamada são inexistentes. Já me conformei.

Dia 8 de outubro fiz a prova de um concurso de bolsas da FACENS (Faculdade de Engenharia de Sorocaba), eram 50 questões + 1 redação, acertei 44 das 50 questões, a redação foi sobre obesidade how convenient, mas mesmo sendo um assunto com o qual me identifico, caguei em tudo e a redação ficou uma bosta. As bolsas concedidas são de 25%, ou de 50% ou de 75%. Precisava conseguir mais de 50% porque o preço é meio salgado (mensalidade inteira - R$1200,00/mês). Os resultados saem hoje.

Não prestei Vunesp porque eu não me decidia quanto a prestar ou não, e por fim fui deixando passar, chegou perto do fim das inscrições e eu decidi que não ia gastar 155 reais.

Domingo passado foi o vestibular da Unicamp, eu queria mesmo é colocar engenharia de produção de primeira opção, mas como a nota de corte ano passado foi 69, fiquei com medo de não passar pra segunda fase e acabei colocando engenharia da computação, cuja nota de corte foi 66 ano passado. O gabarito oficial saiu ontem, acertei 68. Talvez role uma segunda fase, tenho que esperar até o mês que vem pra saber. Minha 2ª opção é matemática aplicada, podem me dar um tiro na cara

No próximo domingo vou encontrar minha tão querida FUVEST, o pesadelo da maioria dos estudantes menos daqueles anormais que gabaritam aquela prova não sei como. Coloquei engenharia da POLI, a nota de corte nos anos anteriores foi entre 60 e 63, ou seja, me baseando nesses dados, precisaria acertar uns 65 pra ficar de boa e passar para a segunda fase. Eu vou acertar isso? Mas é lógico que não.

Estou fazendo um curso profissionalizante de AutoCAD. Me ligaram de um lugar, o qual eu nunca tinha ouvido falar, pra fazer uma prova. Fui lá bem sem fé, fiz só porque era uma quarta-feira e não tinha nada pra fazer mesmo. A prova tinha 20 questões, acima de 18 você ganhava um curso com 100% de bolsa, acertei exatamente 18 questões, que cagada, não? Estou quase acreditando em alguma entidade divina se eu passar na UFSCar ou na USP, juro que procuro uma religião para agradecer pelas coisas boas da vida.

Agora que eu já falei sobre um monte de coisa inútil da minha vida que não interessa nenhum(a) de vocês, vamos falar de mais coisa inútil da minha vida, porque eu adoro ficar longe e depois escrever textos quilométricos que ninguém vai querer ler, ainda mais porque todo mundo deve estar puto comigo, porque eu não comento em vossos blogs, e peço desculpas. Sempre que eu entro, eu vejo as últimas postagens de todo mundo, e alguns blogs com os quais me identifico mais, leio tudo até o último post que eu havia visto, mas às vezes não comento. Eu fico com medo, pois não sei o que dizer em certos casos e não quero soar repetitiva.

Meu peso: Não sei ao certo, da última vez que me pesei estava com 48 kg, e antes disso estava mantendo entre 47,8 e 48,8 kg, nunca menos ou mais, o que não é bom, mas poderia ser pior, considerando minha alimentação. Não sei quanto de calorias estou ingerindo, simplesmente não tenho mais saco pra contar calorias há um tempo já. Pretendo recomeçar ano que vem, ou pelo menos ter um controle do que eu como, quantidade de frutas, verduras, litros de água, etc . Esse ano eu já desisti de tudo.

Nossa, acabei de perceber que amanhã faz 3 meses que eu não como carne <3

As estrias e a acne realmente gostam da minha pele, a cada dia aparecem mais, me sinto muito amada. É estranho ter a pele tão oleosa no rosto e tão seca na bunda e nas coxas.

Enfim, beijinhos de luz <3 Não vou falar quando vou postar de novo ou entrar nos blogs de vocês, porque simplesmente não sei. Desejo a vocês muita força pra resistir as tentações, finais de ano são cheios de confraternizações, amigos chocolate, e muita comida, porque ninguém consegue socializar sem encher o c* de gordura e açúcar.


























A foto é do sobrelas.com, sempre que posso, entro lá pra olhar tudo aquilo que eu nunca vou ser, nem com muito dinheiro, só nascendo de novo ou fazendo pacto com o satã <3

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

131

(talvez 136, por causa das divergências entre os gabaritos extraoficiais), esse foi o total de acertos que fiz no Enem 2015. E vocês sabem o que isso quer dizer?

Adeus, UFSCar. Olá, cursinho.

131 nem parece um número tão ruim (mais de 72,7% da prova, poxa), mas considerando que meus concorrentes provavelmente acertaram 150 ou mais, que eu fui bem mal na redação, que a nota de corte de Engenharia de Produção é cerca de 770, e que eu precisava ficar com 750 apenas para pensar (percebam que eu escrevi "pensar") em ficar com uma boa colocação na lista de espera, é um número bem ruim.

Primeiro dia:
CH: 37 acertos (talvez 38) - mas errei 2 fáceis e o maldito TRI vai me foder.
CN: 27 acertos (talvez 28) - Eu sou uma maldita, consegui fazer várias que o pessoal considerou difícil, eu sabia as fórmulas, fiz a conta e deu certo, mas errei 2 fáceis também, e o que isso quer dizer? Que eu chutei as difíceis, lógico, e, portanto, elas devem valer menos.

Segundo dia:
(foi mais equilibrado na relação de acertos e a dificuldade das questões)
L: 34 acertos (talvez 37) - fiz em uma hora e meia por causa do tempo que perdi com matemática e redação, não consegui ler os textos com máxima atenção.
M: 33 acertos - podia ter acertado mais duas de dificuldade média que errei por besteira e falta de atenção.
Redação: resumir o que eu poderia escrever por dias em 29 linhas (eu quis colocar título) não foi fácil. No fim das contas, ficou tudo meio superficial e parecia que eu tinha jogado informações desconectadas com conectivos pra parecer que eu sabia o que estava fazendo. Esqueci de uma vírgula (talvez duas), mas não acho que o entendimento da oração ficou prejudicado.

Estou realmente triste com o meu resultado. O Enem era minha esperança de conseguir entrar em uma universidade pública porque sei que não vou passar na USP ou na Unicamp, mas enfim, acontece, sei que não serei a primeira nem a última pessoa a ficar decepcionada por isso, porém, é inerente ao processo.

Só queria compartilhar minha desgraça com mais alguém porque meu namorado não deve mais estar me aguentando falar que queria estar morta, coitado. Minha mãe diz que ele já tem um lugar reservado no céu por me aguentar. Nem acredito em Deus, mas olha, algo bom realmente deve esperar por ele hahaha.

Estou tomando fluoxetina. Comecei dia 12, tomando uma cápsula por dia. Então, dia 22 fui na psiquiatra e ela dobrou minha dose, comecei a tomar duas cápsulas hoje (uma delas abriu na minha boca, que negócio horrível).

Enfim, me desculpem a ausência, tenho mantido meu peso entre 48,5 e 49,5 kg, mas me enchi de chocolate entre sábado e hoje, então não sei. Pretendo me pesar amanhã.

Bjinhos <3

sábado, 10 de outubro de 2015

Fluoxetina

Alguém aqui já tomou ou conhece alguém que já tomou cloridato de fluoxetina?

Minha psiquiatra me receitou, mas antes de começar a tomar, eu quero saber se tem um risco muito grande de afetar meu desempenho (que já não é muito bom) nos vestibulares.

Bjos

(Não vou responder nem comentar nada porque estou pelo celular e é horrível fazer as coisas por aqui)


quarta-feira, 7 de outubro de 2015

nada demais

Estou desanimada pra tudo, até pra postar aqui.

Quero matar as pessoas, especialmente a minha irmã, como eu odeio aquela menininha às vezes. Na verdade, matar é um pouco demais, só queria que ela ficasse desacordada ou aprendesse a ficar longe de mim.

Bom, vou fazer aquele resuminho maroto para facilitar as coisas pra mim:

Dia 2: Fui no ensaio da banda do meu namorado. Eles iam pedir lanche e eu não como carne. Me aproveitei da situação pra falar pra ele não se incomodar e pedir só um suco pra mim. Ele insistiu que eu ia comer sim, que a lanchonete ia ter que arranjar algo sem carne ou ele e as outras pessoas que estavam lá pediam em outro lugar. Me enviaram um negócio chamado Quaresma hahaha, que consistia em um monte de queijo prato, alface, milho e tomate. Comi metade.

Dia 3: Tive simulado do Enem, eu sou uma jeca mesmo, já estou me preparando psicologicamente pra fazer Fatec e não uma faculdade super renomada porque eu não vou passar em Engenharia na UFSCar, mas nem fodendo. Acertei 64 de 90, ou seja, bem menos do que eu deveria e preciso. Fui no aniversário de um amigo do meu namorado. Os amigos dele estavam responsáveis pela comida, fizeram hamburgueres com muito molho e queijo cheddar, e se importaram com as pessoas que não comem carne (eu e mais duas meninas), fizeram strogonoff de carne de soja pra gente.

Dia 4: Simulado do segundo dia do Enem, minha redação ficou bem ruim, tipo, bem ruim. Falta menos de 3 semanas pra prova e eu ainda não sei administrar o tempo. Conclusão: chutei 18 questões sem nem ler. Acertei 61, ao todo, e já posso ver todas as universidades me dando tchau, enquanto eu choro.

De resto, foi eu procrastinando, comendo e cagando em tudo como sempre. 

Peso ontem: 48,5 kg (por isso postei hoje, eu tinha dito no post anterior que só postaria se chegasse a 48,5) - engordei 100g de ontem pra hoje, mas resolvi postar mesmo assim, senão ia ficar muita coisa e eu ia esquecer tudo.

Tirei minhas medidas hoje (tirei foto também, mas só vou postar alguma coisa quando meus ossos estiverem mais aparentes):

Cintura: 60 cm
Coxa (na parte mais grossa): 47 cm
Quadril: 88 cm
Panturrilha: 35,5 cm
Pulso: 14 cm
Braço: 21,5 cm
Busto:84 cm

Saiu o line up do Lollapalooza e o Tame Impala realmente vai vir, ou seja, tenho mais um motivo pra querer passar no vestibular e fazer uma faculdade, se eu não conseguir meia entrada, não consigo ir :C.

É só isso mesmo, mal vejo a hora de chegar logo nos 46 kg <3

Bjoes, até mais <3




terça-feira, 29 de setembro de 2015

Porque eu sou trouxa:

Mais um daqueles dias em que eu quero ouvir Björk, deitar em posição fetal e chorar até desidratar.

Eu queria fazer um post mais elaborado, mas eu estou com preguiça, então não vai rolar.

Festa de aniversário de uma amiga sexta: (já tinha comido muito açaí antes da festa) muita bolinha de queijo, 5 copos de askov (é uma vodka com sabor), doce, ressaca no dia seguinte + 1 foto minha jogada no tapete da menina, dormindo.

Festa de aniversário de outra amiga sábado: mais bolinha de queijo, mais askov, muito doce, um dedo queimado por brigadeiro (sim, o brigadeiro fervendo espirrou no meu dedo). Pelo menos não teve ressaca no dia seguinte, mas eu dormi e as meninas zoaram minha cara com pasta de dente e tiraram mais fotos vergonhosas pro arsenal.

Aniversário da minha irmã domingo: comida, comida, comida, chocolate, chocolate, brigadeiro, come mais mais mais mais.

Nem preciso falar que essas aventuras me renderam quilos a mais, 1,5 kg pra ser mais precisa.

Prova de violino ontem: tremedeira e choro no meio da prova; todo mundo olhando pra mim com cara de dó; esqueci meu celular (e meu afinador e minha blusa) na escola de música, hora que percebi já estava no ônibus, desci e voltei correndo a pé; achei, menos mal; chorei do mesmo jeito.

Recebi minha prova de física hoje (não sei se comentei, mas tinha uma questão na parte de trás e eu não vi porque sou uma retardada, acertei as outras, mas foda-se, perdi uma questão), rasguei a prova. Adoro rasgar provas.

Um passarinho cagou em mim hoje. É um sinal divino falando pra eu desistir de viver que tudo vai sempre dar errado mesmo hahaha.

Eu sempre leio as coisas que vocês postam, mas às vezes não consigo pensar em nada sobre o assunto ou formar alguma coisa pra comentar, então prefiro não comentar a comentar qualquer coisa simplesmente por comentar, pois não acho que vá ajudar ou fazer grande diferença pra vocês.

A escatológica da Odile O. foi uma das coisas mais tristes que li esses dias, não apenas pela situação, mas porque ela era tão novinha na época e tenho certeza que não percebeu a gravidade do que estava acontecendo e, mesmo hoje, ela e nós sabemos que não deveríamos fazer algumas coisas, mas e daí? Quem se importa? Nada vale de nada, nunca, sempre inúteis, sempre insuficientes, fracassadas.

Enfim, vou terminar por aqui porque minha mãe está de licença médica (ela é professora e professor é tudo fodido mesmo) e preciso me entocar no quarto (ela se recusa a coloca wi-fi em casa, só tem um ponto de internet em casa, na sala) pra não brigar com ela e acabar ficando de castigo.

Bjinhos <3

(Quando chegar a 48,5 kg, eu posto algo de novo)